Últimas histórias

  • Programa Muído Potiguar encerra nesta quarta (10) sua primeira temporada

    O programa Muído Potiguar surgiu com a ideia de dar vez e voz aos bairros de Natal, contextualizando a história da capital potiguar e fortalecendo o senso de identidade. Protagonizada pela artista e influenciadora digital natalense Fernanda Guimarães, a primeira temporada contou com gravações em 24 bairros, divididos nas 04 zonas da cidade, com mais de 80 entrevistados e participações especiais, em um período de 10 meses de exibição. Hoje o programa exibe o último episódio da primeira temporada, no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, às 13h, no canal oficial do projeto no YouTube e no canal 100 da Cabo Telecom.

    Motivado pela capacidade de promover visibilidade, construção de narrativas e potencializar pautas relevantes, o Muído Potiguar buscou, de forma irreverente e descontraída, abordar temas históricos, personagens que permeiam e representam a cultural local, pontos turísticos e curiosidades que marcam o cotidiano dos 24 bairros contemplados na sua primeira temporada.

    Construído a vários mãos, o projeto contou com uma equipe de aproximadamente 40 profissionais potiguares envolvidos diretamente em sua realização, fortalecendo assim o segmento da economia criativa, gerando trabalho, renda e enfatizando o poder econômico da produção cultural.

    Haylene Dantas, produtora e idealizadora do Muído, destaca a relevância do projeto: “Falar sobre o Muído ainda é impactante pra mim, foi o maior desafio e orgulho da minha trajetória profissional até aqui. Um projeto imenso (24 episódios) e de uma importância ainda maior pelo seu legado. Ele pauta acima de tudo, nosso pertencimento como potiguares. E através das memórias, história e mitos populares, a gente conheceu mais sobre o nossos povo. O bairro sem dúvida é uma das nossas primeiras relações sociais e é berço de muito que foi, é e será da nossa história. O Muído Potiguar, tem a cara do povo da gente. Um projeto feito a partir da Lei de Incentivo à Cultura do nosso Estado – Lei Câmara Cascudo com patrocínio da Cabo Telecom, empresa que nos abraçou, quando o projeto ainda era uma ideia, construindo essa história juntos e ainda fomentando a cadeia produtiva do audiovisual potiguar. O Muído foi uma verdadeira escola pra gente. Hoje também fazemos parte da história dos bairros da capital, que venha a segunda temporada.”

    O programa Muído Potiguar tem realização da HD Produções e conta com patrocínio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Lei Câmara Cascudo, Cabo Telecom e Grupo Conexão.

    SERVIÇO

    MUÍDO POTIGUAR

    EPISÓDIO FINAL da 1ª temporada – Nossa Senhora da Apresentação

    Dia 10 de agosto, quarta-feira, às 13h 

    Exibição: Canal 100 da Cabo Telecom e no canal oficial do projeto no YouTube

    Mais informações: @muidopotiguar 

  • Quarteto de Trombones do RN é a atração deste sábado (13) do projeto Concertos Potiguares 

    A próxima atração do projeto Concertos Potiguares já foi confirmada para o próximo sábado (13), às 16h, no Parque da Cidade. A segunda apresentação musical da primeira edição do projeto será o Quarteto de Trombones do RN. O  grupo é formado pelos músicos Alessandra Linhares, Ismael André, Tiago Vicente, Elizeu Figueiredo e Anderson Jardel (diretor artístico). 

    O quarteto foi criado em 2019 por alunos e ex-alunos da Escola de Música da UFRN, e tem como objetivo principal a divulgação do trombone e o repertório da música popular brasileira em seus mais variados gêneros. Desde o ano de sua criação, o grupo tem se apresentado em várias cidades do Rio Grande do Norte, assim como também tem participado de importantes projetos culturais, tais como Poti Cultural SESC (2020-2021) e Cantata Brincante na reinauguração do Teatro Alberto Maranhão (2021). 

    Além disso, também tem forte atuação em concertos didáticos, com o propósito de atrair e incentivar crianças e adolescentes a conhecer e estudar o trombone. 

    O projeto Concertos Potiguares tem o objetivo de difundir a produção artística potiguar neste segmento e formar platéia para a música de câmara em nossa cidade, além de democratizar o acesso à cultura ofertando entrada gratuita para os shows. 

    O projeto acontece graças à renúncia fiscal da Prefeitura do Natal através da Lei Djalma Maranhão e do aporte financeiro do Hospital do Coração, além do apoio da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), que cede o espaço onde acontece o evento e da Padaria Hora do Pão.


    SERVIÇO

    Show: QUARTETO DE TROMBONES DO RN
    Local: AUDITÓRIO DO PARQUE DA CIDADE
    Endereço: AV. OMAR O’ GRADY, 8080, CANDELÁRIA
    Dia: 13 DE AGOSTO – SÁBADO
    Hora: 16h
    Acesso ao parque: GRATUITO

  • Pitty e Nando Reis cantam “As suas, as minhas e as nossas” neste domingo (14) no Teatro Riachuelo

    Dois dos maiores artistas brasileiros, Pitty e Nando Reis estão rodando o Brasil. Batizada de “As Suas, as Minhas e as Nossas”, a turnê traz os dois cantando juntos músicas de seus repertórios, com novos arranjos, releituras e até mesmo canções inéditas. Em Natal a apresentação será neste dia 14 de agosto, no Teatro Riachuelo.

    Essa história começou quando Pitty cantou uma versão de “Relicário” no programa Saia Justa (GNT), do qual era uma das apresentadoras. Nando ouviu e enviou mensagem dizendo ter ficado emocionado com a releitura. Pitty o provocou de volta: “Bora fazer algo juntos?” Na sequência veio a primeira parceria, a canção de título bem sambista velha-guarda paulistano “Tiro no Coração”, gravada em 2021. E então surgiu o desejo incontrolável de se juntarem para esta turnê inédita.

    O gerúndio PittyNando, como eles mesmos brincam, une os dois artistas e as duas bandas no palco, apresentando um setlist de mais de 20 canções. “Não serão dois shows, mas um único show híbrido, com simbiose de bandas e repertórios”, diz Pitty. “Só de imaginar estar com Nando no palco num show conjunto e partilhar da genialidade, energia e originalidade de um dos maiores criadores da música (e do rock!) brasileiro é algo que me emociona desde já. Que deleite juntar esses universos musicais! Que mundo vamos criar com a junção das nossas canções? Me sinto diante de um verdadeiro Big Bang; a sensação iminente da explosão de vida que vem pela frente e compartilhando com o público esse momento único e exclusivo” – finaliza.

    Nando Reis também está entusiasmado. “Pitty é tudo e muito mais. Voz autônoma e autêntica, não se amarra a nada que não seja sua crença na liberdade para o ser, na singularidade do suingue, no barato total da universalidade. Me juntar à ela é como ligar o interruptor: vem a luz, brilha a estrela do som. Estou com Pitty e vou com tudo, ‘pittynando’ nessa onda” – comentou.

    A turnê começa oficialmente em agosto, mas o público terá uma amostra do que virá pela frente na pré-estreia especial no palco do Festival João Rock, dia 11 de junho, em Ribeirão Preto (SP), que já está com os ingressos esgotados.

    SERVIÇO

    Pitty e Nando Reis – “As Suas, as Minhas e as Nossas”

    Data: 14 de agosto, domingo, às 20h

    Local: Teatro Riachuelo

    Classificação: Livre

    CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:

    Bilheteria do Teatro: Shopping Midway Mall – Av. Bernardo Vieira 3775 – piso L3 (terça a sábado, das 14h às 20h)

    Site: www.uhuu.com

    Atendimento: falecom@uhuu.com

  • Conexão Elefante Cultural inicia circulação pelo RN nesta quarta-feira (10) em Alexandria

    O Conexão Elefante Cultural coloca o pé na estrada e começa a primeira etapa de circulação pelo estado no próximo dia 10 de agosto. Ao todo, 8 municípios potiguares receberão ações do projeto, que neste ano foca especialmente na formação dos artistas do interior do Rio Grande do Norte.

    Alexandria e Riacho da Cruz são as duas primeiras cidades que os artistas da Trupe da Luz, sob o comando de Diana Fontes, irão desenvolver oficinas nas áreas de arte-comunidade, cena, música, reuso de material e audiovisual.  Essa ação terá como público alvo artistas e educadores.

    Durante a passagem pelo município também serão realizadas oficinas artísticas para crianças e adolescentes da rede pública e projetos sociais, palestras sobre empreendedorismo cultural e elaboração de projetos, intervenções urbanas através da criação de mural artístico, cortejo e instalação cênica em praça pública.

    Na edição 2022, o projeto conta com uma equipe formada por Diana Fontes (cena), Danilo Guanais (música), Jhoao Junnior (arte-comunidade), André Rosa (audiovisual), Leonardo Prata (customização plástica) e os intérpretes Álvaro Dantas e Thaíse Galvão.

    Na sequência, até o mês de outubro, a Trupe passará por Senador Elói de Souza, Paraú, Grossos, Lajes Pintada, Campo Redondo e Currais Novos.

    O Conexão Elefante Cultural tem patrocínio master da NEOENERGIA COSERN, Instituto Neoenergia e patrocínio da Interjato Soluções. A realização é de Diana Fontes Direção e Produção Cultural.

    PRÊMIO ARTISTA CIDADÃO

    Além das atividades de cunho formativo, o Conexão Elefante Cultural realiza também em 2022 o Prêmio Artista Cidadão, com o objetivo de oportunizar aos selecionados a concretização do sonho de contribuir com a sua comunidade através da cultura.

    Um projeto de cada cidade da circulação será selecionado e receberá mentoria de artistas consolidados na cena potiguar e suporte financeiro para execução.

    O prazo para inscrição no Prêmio Artista Cidadão está atrelado à data de circulação nos municípios. Durante a passagem pelas cidades, será realizada uma oficina específica para auxiliar os interessados na elaboração das propostas. O edital com todas as informações sobre o prêmio está disponível no linktr.ee/conexaoelefantecultural.

    CIRCULAÇÃO TRUPE DA LUZ

    Etapa 1

    10 a 13 de agosto – Alexandria

    14 a 17 de agosto – Riacho da Cruz

    Etapa 2

    30 de agosto a 2 de setembro –  Senador Elói de Souza

    03 a 06 de setembro – Paraú

    07 a 10 de setembro – Grossos

    Etapa 3

    11 a 14 de outubro – Lajes Pintadas

    15 a 18 de outubro – Campo Redondo

    19 a 22 de outubro – Currais Novos

  • Banda Fresno chega ao Teatro Riachuelo com nova turnê “Vou Ter Que Me Virar”

    Na sua nova turnê VOU TER QUE ME VIRAR, a banda Fresno apresentará seu novo álbum, produzido durante a pandemia, além de vários sucessos acumulados em mais de 20 anos de carreira. A banda chega a Natal para única apresentação, no dia 12 de agosto, no Teatro Riachuelo.

    O novo trabalho, lançado em novembro de 2021, contou com participações de Lulu Santos, Scarypoolparty e Yvette Young. Com uma sonoridade mais dançante e moderna, a banda vai trazer pros palcos uma experiência inesquecível e profunda.

    SERVIÇO

    FRESNO

    Dia 12 de agosto, sexta-feira, às 20h30, no Teatro Riachuelo

    CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:

    Bilheteria do Teatro: Shopping Midway Mall – Av. Bernardo Vieira 3775 – piso L3 (terça a sábado, das 14h às 20h)

    Site: www.uhuu.com

    Atendimento: falecom@uhuu.com

    Foto: Camila Cornelsen

  • Cultura popular de luto com a morte de Mestre Severino do Coco

    A Cultura Popular está de luto. Faleceu nesse domingo (7), aos 84 anos, o Mestre Severino do Coco. Nascido na cidade de Vera Cruz, o Mestre aportou na Vila de Ponta Negra há mais de 50 anos, onde se tornou um dos mais tradicionais divulgadores do Coco no Estado. A Prefeitura do Natal, através de todo o corpo de colaboradores da Secretaria de Cultura (Secult-Funcarte), se solidariza com amigos e familiares do lendário Mestre e lamenta a perda deste emblema da Cultura Popular. 

    Mestre Severino manteve viva a cultura ancestral e era considerado um dos grandes artistas populares ainda vivos do estado. Sua obra foi registrada no documentário “Mestre Severino do Coco”, de Rodrigo Sena, projeto incentivado pela Prefeitura do Natal.  O filme registrou a importância de Mestre Severino para as futuras gerações.

    Severino Bernardo Santiago foi mestre de uma arte criada entre os escravizados dos engenhos de açúcar do Brasil colonial. O coco, uma dança de roda e ritmo, surgiu em Pernambuco e se espalhou pelas capitanias adjacentes – Rio Grande do Norte, inclusive. “Mestre Severino deixa um legado de resistência e dedicação ao Coco. Um mestre ancestral que passou seu legado para outras gerações. É uma perda imensa”, comenta o secretário de Cultura de Natal, Dácio Galvão.

    O Coco é um misto de batuques africanos e bailados indígenas guiado por uma cantoria em pares, e conduzida por palmas e instrumentos como ganzá, surdo, pandeiro, triângulo, e os tamancos de madeira que imitam o som do coco sendo quebrado.

  • Natal sedia​ II Encontro de Orquestras Sociais na Escola de Música da UFRN

    Não é de hoje que o Rio Grande do Norte é referência nacional e internacional na formação de música instrumental, e este berçário musical vem sendo atualizado há muitas gerações, principalmente nas cidades do interior onde se desenvolvem projetos musicais, filarmônicas, bandas e grupos. É para fortalecer este canal formador que a Escola de Música da UFRN em parceria como o Projeto SINOS (Sistema Nacional de Orquestras Sociais/Funarte) sedia o II Encontro de Orquestras Sociais, entre os dias 03 e 07 de agosto, na Escola de Música da UFRN. 

    Mais uma vez, os grupos provenientes de diversas cidades do estado, formados por projetos sociais de música que atendem crianças e jovens, participam da ação voltada para as práticas musicais baseadas na construção coletiva de conhecimento. A programação do II Encontro de Orquestras Sociais prevê a realização de aulas de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, percussão, trompete, trombone, trompa, saxofone, fagote, flauta e oboé, além de ensaios da Orquestra do Encontro, formada por todos os alunos, recitais dos projetos. 

    Haverá um Concerto em que os grupos apresentarão individualmente seus trabalhos musicais desenvolvidos nos âmbitos dos seus projetos na Sexta-Feira dia 05 às 19 hs  e um Concerto de Encerramento, com a grande Orquestra do Encontro, no Sábado dia 06, às 20h, ambos no Auditório Onofre Lopes, na Escola de Música da UFRN com entrada franca. “O ponto  alto será a apresentação da Orquestra do Encontro, reunindo mais de 60 instrumentistas, sendo 40 deles oriundos das orquestras formadas em diversas cidades do Rio Grande do Norte”, comentou o coordenador do projeto, o instrumentista e professor Fábio Presgrave.

    BANDAS

    Compartilham vivências, aprendizados e muita música, os jovens instrumentistas da Orquestra Sinfônica de Luís Gomes, Orquestra D’Amore ( Projeto Tocando a Vida com D’Amore), Orquestra Filarmônica Pauferrense,  Orquestra Infanto-juvenil Oficina de Sonhos  (ONG Oficina de Sonhos), Orquestra Ondas Musicais (Marinha) e Filarmônica 24 de Outubro de Cruzeta (Associação Musical e Cultural do RN – Cruzeta) capitaneada pelo Maestro Bembem Dantas. 

    Fábio Presgrave destaca a importância do encontro na formação dos músicos jovens. “No cerne de uma orquestra social, os processos educativos privilegiam práticas de aprendizagem que se desenvolvem a partir da convivência e das práticas coletivas, em que são contemplados aspectos musicais, culturais e humanos. Essa perspectiva artístico-social fomenta o desenvolvimento de relações de afeto, e portanto o senso de coletividade; o estímulo a  processos criativos e imaginativos; a exacerbação da sensibilidade auditiva, e assim  a empatia através da escuta do outro”, comentou.. 

    Em uma observação atenta dos cenários musicais e pedagógico-musicais no Rio Grande do Norte revela o crescente aumento no número de jovens instrumentistas formados através de Projetos Sociais, caracterizando estes locais como verdadeiros berçários musicais. Indo além dos benefícios sociais e educacionais, alimentam cursos técnicos, graduações e o próprio mercado da música, fazendo girar a estrutura da economia criativa.

    FÓRUM

    Um dos objetivos deste Encontro de Orquestras Sociais é construir um fórum permanente para abarcar ideias e soluções às dificuldades enfrentadas pelos projetos musicais que têm papel social. Há muitas histórias inspiradoras pelo Rio Grande do Norte, como a do Maestro Leandro e mestre em música pela UFRN. “Além de ser um fenômeno como músico, Leandro é um grande implantador de orquestras no interior. Ele coordena atualmente a Orquestra de Luis Gomes e a Pau-ferrense”, conta Presgrave. O objetivo do Encontro é fortalecer essas histórias. 

    SERVIÇO: II Encontro de Orquestras Sociais, entre os dias 03 e 07 de agosto, na Escola de Música da UFRN. Apresentações abertas ao público: Sexta-Feira dia 05, às 19hs,  e Concerto de Encerramento, com a grande Orquestra do Encontro, no Sábado dia 06, às 20h, ambos no Auditório Onofre Lopes, na Escola de Música da UFRN com entrada franca.

  • Humor: BATE-PAPO COM MORO

    Uma bate-papo verdadeiramente falacioso

    Durante esta semana o ex-deputado Jean Wyllis disse em postagem nas redes sociais que sua esposa Rosângela Moro “representa a profunda cafonice” . Pesado, hein?

    Sinceramente?! Eu acho que ele pensa que eu ainda sou ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro. Aquilo, sim, era cafona. Quak.

    Mas você reagiu rápido, né?

    Sim. Claro. Todos sabem que tenho modos. O meu Modus Operandi é outro. Entendeu?! Quak.

    Falando em entender, onde fica realmente seu domicílio? Era São Paulo, agora o Paraná?

    Eu sou um cidadão do sub… Do mundo. Entenda. Queria que desse certo o migué de morar lá. Mas essa Justiça parcial fica inventando fatos, forjando provas…

    O então pré-candidato à Presidência pelo União Brasil, Luciano Bivar, desistiu de concorrer ao Planalto na última sexta-feira (29/7). E agora ele diz que vai apoiar a candidatura do Lula. O seu caminho, logicamente, é subir no palanque de Lula. É isso?

     Quak.

    Como?

    Quak, quak…

    O líder do PT na Câmara, deputado Reginaldo Lopes (MG), confirmando que o partido escalou um grupo de parlamentares para tirar do armário prováveis esqueletos que o senhor teria deixado. Disse que iria montar um PowerPoint do Moro. O que o senhor acha disso?

    Quak.

  • Humor: Em Cartaz – FUJA

    Tem trama de suspense em nossa lista de filmes e séries neste ano de 2022. Sobre o tema “mãe e filho” eia o nosso primeiro.  Em Fuja, um jovem que sofre de inúmeras patologias narcisistas, estando inclusive confinado a uma cadeira do senado federal, vive na casa com sua mãe, que o educa no próprio domicílio — o roteiro sugere isso. Aguardando por uma possível confirmação para sua ideia de concorrer à cadeira do governo do RN, mas devido ao seu momento mais ególatra desde a época que só sabia prender bêbados, fica deveras angustiado com a demora de mãinha. É tanta ansiedade, que ele começa a desconfiar que a matriarca pode não lhe conceder a ordem de seguir em frente. O que não é de tudo ruim para o egocêntrico mais famoso das terras de Cascudo, pois assim não passa vergonha sendo o terceiro de três candidatos.

    Direção: Mãinha

    Ano: 2022

    Elenco: Ególatra Valentin

  • Manifesto pela Democracia

    O Manifesto pela Democracia, organizado por integrantes da Faculdade de Direito da USP Universidade de São Paulo), ultrapassou as 500 mil assinaturas neste sábado (30). O texto critica o que considera “ataques infundados e desacompanhados de provas” que questionam “o Estado Democrático de Direito” e a lisura do processo eleitoral.

    O documento conta com o apoio de organizações da sociedade civil, foi lançado no final da tarde de 3ª feira (26.jul) com 3.069 assinaturas iniciais. Depois disso, as adesões explodiram: até o final da noite de 3ª feira (26.jul) foram 30.000 assinaturas adicionais.

    Banqueiros, empresários, artistas, advogados, integrantes da magistratura e do Ministério Público estão entre os signatários. Para assinar clique aqui: https://www.estadodedireitosempre.com/.

    Algumas das pessoas que aderiram ao texto inicialmente são:

        Alberto Toron – advogado;

        Armínio Fraga – ex-presidente do Banco Central;

        Candido Bracher – integrante do Conselho de Administração do Itaú Unibanco;

        Celso Antônio Bandeira de Mello – advogado;

        Eduardo Vassimon – presidente do Conselho de Administração da Votorantim;

        Fábio Alperowitch – sócio-fundador do Fama Investimentos;

        Guilherme Leal – co-presidente da Natura;

        Horácio Lafer Piva – acionista e integrante do Conselho de Administração da Klabin;

        João Moreira Salles – cineasta;

        João Paulo Pacifico – CEO do Grupo Gaia;

        José Roberto Mendonça de Barros – economista;

        Miguel Reale Júnior – ex-ministro da Justiça;

        Natália Dias – CEO do Standard Bank;

        Pedro Malan – ex-ministro da Fazenda;

        Pedro Moreira Salles – co-presidente do Conselho de Administração do Itaú Unibanco;

        Pedro Passos – conselheiro da Natura;

        Pedro Serrano – advogado;

        Pierpaolo Bottini – advogado;

        Roberto Setubal – co-presidente do Conselho de Administração do Itaú Unibanco;

        Sérgio Renault – advogado;

        Walter Schalka – presidente da Suzano.

    Também assinam a carta os cantores e compositores Chico Buarque e Arnaldo Antunes, o ex-jogador de futebol Walter Casagrande, as atrizes Débora Bloch e Alessandra Negrini, o apresentador Cazé Peçanha e a chef de cozinha Bel Coelho.

    Onze ex-ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) aderiram à iniciativa: Carlos Ayres Britto, Carlos Velloso, Celso de Mello, Cezar Peluso, Ellen Gracie, Eros Grau, Marco Aurélio Mello, Nelson Jobim, Sepúlveda Pertence, Sydney Sanches e Joaquim Barbosa.

    O curioso é que desde o lançamento o site vem sofrendo com ataques hacker. Por causa disso, a Faculdade informa que foi necessário reforçar a segurança para que o portal seguisse no ar.

    O manifesto recebeu o nome de “Carta às brasileiras e aos brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito”. Será lido em evento realizado em 11 de agosto, no Pátio das Arcadas do largo de São Francisco.