Últimas histórias

  • CENTÃO

    Armando Borges: “ … escrevia artigos, estiradas compilações, em que não havia nada de próprio, mas ricos de citações…”[2]

    Qualquer semelhança entre este que vos escreve e o Doutor Armando Borges não é mera coincidência, quem me conhece sabe da predileção que tenho por por citações e provérbios, no concernente a estes últimos inclusive há uma palavra que os define, paremiologia: coleção de provérbios; tratado ou estudo acerca de provérbios.  O maranhense Artur Azevedo escreveu uma peça de teatro[3] repleta de provérbios.

    Para grata satisfação – não sou apenas eu e o Doutor Armando – descobri que o recurso à citações é antigo e utilizado por literatos e filósofos: “O que quer que um outro disser bem, é meu.” Sêneca (século I d.C.)  “Não me inspiro nas citações; valho-me delas para corroborar o que digo e que não sei tão bem expressar, ou por insuficiência da língua ou por fraqueza do intelecto. Não me preocupo com a quantidade e sim com a qualidade das citações. Se houvesse desejado que fossem avaliadas pela quantidade teria podido reunir o dobro.” – Montaigne (1592)

    O professor Francisco Edílson Leite Pinto Junior narra um fato interessante sobre citação, segundo o professor: “A cada publicação recebia elogios e críticas, ‘construtivas’, como a última: “Sabia que seus textos têm tantas citações, o que nos leva a pensar que não são seus e sim dos autores citados? Cheguei até a contar treze citaçãoes em apenas um artigo.”[4]

    Edilson Pinto narra que comentou com a sua mãe – escritora e professora de crítica da literatura – a inquietação sobre o número de citações em seus textos e a mãe contou a seguinte história: “Certo dia o grande escritor Ariano Suassuna foi convocado para fazer uma conferência para os alunos de pós-graduação. Interrompido, no meio de sua palestra, por um aluno que também gostava de contar o número de citações – Professor, diante de todos estes autores famosos citados, o qué é do senhor? Ariano, rapidamente, respondeu: “O FURTO. Sim, o furto – acha que roubar todas estas frases e organizá-las, não tem seu mérito?”

    Pelo exposto, caro(a) leitor(a), eu e o doutor Armando Borges estamos em boas companhias e se você – também – gosta de adágios, anexins, citações, dichotes, pensamentos e provérbios, trata de começar a formar o teu repertório pois, segundo Voltaire: “Uma coletânea de pensamentos é uma farmácia moral onde se encontram remédios para todos os males.


    [1] https://dicionario.priberam.org/cent%C3%A3o

    [2] Lima Barreto, Triste fim de Policarpo Quaresma

    [3] https://www.literaturabrasileira.ufsc.br/_documents/0042-00732.html

    [4] O ladrão de citações, Morangos do abismo, pág 179-180

  • Hipócrita

    “Tenham cuidado com o fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.” (Lucas 12:1)

    No Brasil 460 mil pessoas já perderam a vida por causa da Covid-19, quase metade morreu em 2021 e os prognósticos são cada vez mais alarmante com a terceira onda da pandemia. Segundo especialistas vacinas teriam salvo 95 mil vidas, mas o que fez o presidente da Repúblia? Além de boicotar todas as medidas preconizadas pela comunidade científica – distanciamento social, evitar aglomeração e uso de máscaras – insiste em tratamento precoce com medicamentos sem comprovoção científica no combate à covid-19.

    Recusou diversas propostas apresentadas pela Pfizer e pelo Instituto Butantã para compra de vacinas e – o pior – por diversas vezes o presidente referiu-se a Coronavac como a vachina – para desacreditar o imunizante – disse que quem se vacinasse corria o risco de virar – pasmem – jacaré.

    Enfrentamos a pandemia tendo à frente da nação – talvez – o sujeito  mais imbecil, desqualificado e despreparado para lidar com situação tão extrema. Um verdadeiro líder luta e preserva com todas as forças e recursos a vida dos seus concidadãos, até por que não se elege o dirigente máximo da nação para o mesmo defender e promover apenas os interesses – às vezes escusos – da família e amigos e sim da sociedade em geral.

    Pra mim a marca deste governo é o desprezo pela vida de seus cidadãos, em público quer passar imagem de cristão praticante, mas tenho impressão que no privado diante do delubro – local, templo ou altar consagrado ao culto de uma divindade – rende homenagens a Thánatos – deus da morte – e libitina – deusa dos funerais. De tanta indiferença às pessoas que perderam a luta contra a pandemia às vezes penso que Bolsonaro é acometido de tanatofilia – psicose em que atração por mortos ou pela morte.

    “(…) Nem te arrependes, infeliz, dos crimes:

    E no perpétuo ideal que te devora, Residem juntamente no teu peito

    Um demônio que ruge e um deus que chora.”

    (Olavo Bilac, Poesias)

  • LÁ VEM O BRASIL DESCENDO A LADEIRA

    É assim, infelizmente, a situação atual do Brasil, senão vejamos:

    • Brasil deixa Ranking das 10 maiores economias do mundo; (2)
    • Real se desvalorizando (3)
    • Entre 5 e 12 de março caímos da 40ª para a 45ª posição. Sem Coronavac que o governo tentou boicotar estaríamos em 70º (4);
    • Brasil ultrapassa os EUA em números de mortes por COVID-19 (5);
    • Números de miseráveis aumentando (6);
    • País transformado em pária internacional (7).
      Mas para os idólatras estamos(?!) no caminho certo, não há casos de corrupção, o governo é uma sucessão de sucessos que se sucedem sucessivamente sem cessar (8) e quem critica o chefe da familícia é taxado de comunista e de querer a volta do PT.
      No que concerne às graves acusações de rachadinhas pela família Bolsonaro(9) às vezes penso que os seguidores do mi(n)to que saíam às ruas em passeatas contra – pausa para eu rir às gargalhadas – a corrupção, estão acometidos de ecmnésia -perturbação da memória que faz esquecer os fatos, desde certa época em diante – ou vivem em mundo paralelo.
      Penso que se Bolsonaro continuar por mais um mandato à frente da nação no Brasil nem tudo está perdido muita coisa ainda há pra se perder (10).

    Título — Moraes Moreira(compositor/intérprete)
    2 https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,brasil-deixa-ranking-das-10-maiores-economias-apos-queda-de-4-1-do-pib,70003634630
    3 https://www.poder360.com.br/economia/real-desvaloriza-102-no-ano-e-tem-o-4o-pior-desempenho-de-moedas/
    4 https://twitter.com/ThomasVConti/status/1371090228774060035
    5 https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/bbc/2021/03/15/brasil-eua-casos-mortes-covid-19-ultima-semana-oms.htm
    6 ¬ https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2021/01/brasil-comeca-2021-com-mais-miseraveis-que-ha-uma-decada.shtml
    7 https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/bbc/2021/03/15/brasil-eua-casos-mortes-covid-19-ultima-semana-oms.htm
    8 https://pt.wikipedia.org/wiki/Sucess%C3%A3o_de_Sucessos_Que_Se_Sucedem_Sucessivamente_Sem_Cessar
    9 https://noticias.uol.com.br/reportagens-especiais/anatomia-da-rachadinha-bolsonaro/
    10 https://www.letras.mus.br/falcao/776170/

  • DANIEL, O Idiota!1

    “É verdade que há vários idiotas no Congresso. Mas os idiotas constituem boa parte da população e merecem estar bem representados”. Hubert Humphrey

    Sim, acertou quem pensou que o título é uma alusão a Sua Insolência deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), o Pitbull bolsonarista – conhecido nacionalmente por quebrar uma placa em homenagem à vereadora assassinada Marielle Franco – foi preso terça-feira (16/02) após publicar vídeo com ataques a integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) e apologia ao – famigerado – AI-5. Quarta-feira (17/02), por onze votos a zero, o plenário do STF manteve prisão de Daniel (O Idiota).

    De acordo com o histórico disciplinar de Daniel (O Idiota) “o soldado acumulou em seu histórico 60 sanções disciplinares, 14 repreensões e duas advertências”.2 Mesmo com tamanha ficha corrida Daniel (O Idiota) conquistou mandato de deputado federal pelo RJ em 2018. Até aí nenhuma surpresa, pois o eleitor carioca é um caso a se estudar, nas eleições municipais de 1988 um macaco – sim! isto mesmo, um macaco – obteve quase 400 mil votos.3 Portanto não será surpresa se Sua Insolência — Daniel (O Idiota) — despontar nas pesquisas de intenção de voto como um candidato competitivo para o executivo fluminense.4

    Daniel (O Idiota), em pouco mais de dois anos no legislativo o deputado, revelou-se epígono – o que pertence à segunda geração – quiça gêmeo de outro idiota que durante os 28 anos no legislativo fez apologia à Ditadura, à tortura, ao AI-5 e hoje ocupa a presidência da República, a propósito “nada mais parecido com um idiota do que outro idiota. Todos são gêmeos”.5

    Ontem por 364 votos a favor e 130 votos contra foi mantida a prisão de Daniel (O Idiota) aquele que na Internet apresentava-se como um Leão6, revelou-se, na hora da sessão7 , um leônculo – leão pequeno – e endêntulo – que não tem dentes.

    1 – https://blogs.oglobo.globo.com/ancelmo/post/daniel-silveira-e-tido-como-idiota-por-colegas-da-camara-dos-deputados.html
    2 – https://theintercept.com/2020/08/12/daniel-silveira-deputado-pm-licenca-medica-expulsao/
    3 – https://www1.folha.uol.com.br/fsp/1997/8/09/folhinha/10.html
    4 – https://www.metropoles.com/brasil/apos-prisao-numero-de-seguidores-de-daniel-silveira-aumenta-20
    5 – https://www.portalsaofrancisco.com.br/obras-literarias/os-idiotas-confessos
    6 – https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/politica/preso-deputado-daniel-silveira-diz-que-moraes-nao-vencera-queda-de-braco-1.3048255
    7 – https://g1.globo.com/politica/noticia/2021/02/19/em-discurso-na-camara-silveira-diz-que-se-excedeu-ao-atacar-stf-e-pede-desculpas.ghtml?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=g1

  • TIO COLORAU, O EUTRAPÉLICO

    Era início dos anos 2000 quando o conheci, e até hoje privo da amizade de Tio Colarau, ortômio – nome verdadeiro – Erasmo Carlos Firmino. Além do texto leve e irreverente que encanta seus leitores(as), Colorau “guarda” um segredo que só quem o conhece pessoalmente pode verificar, o mesmo é portador de uma virtude – confesso que só recentemente conheci a palavra que a define, mas lembrei-me logo do Tio – a eutrapelia – ato ou modo de gracejar sem ofender.

    Inclusive, eu não sabia, a eutrapelia é: “Uma virtude comentada por grandes filósofos gregos, como Aristóteles, e que mais tarde tornou-se uma virtude cristã, querida por São Tomás de Aquino, São Filipe Neri, São Francisco de Sales, São João Bosco… “A décima [virtude] – escreve [Dante] Alighieri – chama-se Eutrapelia, que nos modera nas diversões e nos faz usá-la corretamente”. [ ]

    Por causa da pandemia não temos nos encontrado, Tio sabe que só volto aos encontros etílicos depois de vacinado contra a Covid – 19. Confesso que estou com saudades das brincadeiras de Colorau no Barraco de Betinho (in memoriam) do Frango e em Carlos Bar – berço do Copão, grupo que se reunia às sextas-feiras para jogar conversa fora, rir às gargalhadas e, claro, sorver muitas síceras (cervejas), quem me conhece sabe que também gosto muito de brincar e sempre que nos encontramos é a mesma alegria, muitas brincadeiras e muitas risadas.

    É incrível, quando me encontra o homem não para de brincar, mas nestes vinte anos de brincadeiras jamais me senti ofendido, o que me leva – às vezes – a pensar que, quando encontra-me, o álacre (muito alegre) Erasmo coloca em prática sua maestria – a eutrapelia.

    Faço votos que a pandemia, que já ceifou tantas vidas, e o momento político que vivemos não sejam obstáculo para o exercício diário da décima virtude – tão querida pelos santos acima – por Tio Colorau, o Eutrapélico!

    Referência: https://padrepauloricardo.org/blog/eutrapelia-a-virtude-do-bom-humor