Últimas histórias

  • Rafaela Brito, Batuque de Mulheres e Pretta Soul lançam single “Saudade da Preta”

    Resistência e sabedoria matriarcais são os temas do novo lançamento das artistas Rafaela Brito, Batuque de Mulheres e Pretta Soul. A música “Saudade da Preta”, que já está disponível em todas as plataformas digitais, evidencia a contribuição das mulheres lavadeiras para o sustento de suas famílias e faz um resgate às raízes dos potiguares cujas histórias estão entrelaçadas ao rio e ao mar.

    A música – composta durante o projeto de convivência comunitária e artística “Margem Memória”, em 2019, pela cantora e compositora Rafaela Brito e pelo dramaturgo e diretor de teatro Jhoao Junnior – homenageia as matriarcas Maria de Lourdes, Maria das Graças, Maria Lobélia e Maria Lindalvânia, é a história de vida da artista Rafaela que é contada em cada verso. 

    “Um dia recebi uma ligação de Jhoao Junnior, ele queria que eu contasse um pouco da minha história para a construção de uma personagem. Ali eu trouxe as minhas memórias de pertencimento, da minha infância; da minha avó que me criou, uma mulher preta, lavadeira, junto com minha mãe, minha tia, uma família de mulheres. Na ausência de figuras masculinas, essas mulheres criaram umas às outras. Ele, que achou a história muito bonita, começou a escrever, dando início a música.” (Rafaela Brito – artista)

    Rafaela começou a trabalhar muito cedo como faxineira, garçonete, entre outras funções, hoje é produtora cultural, cantora, compositora, multi-instrumentista e arte-educadora, desempenhando papéis fundamentais em projetos socioculturais como o Batuque de Mulheres do GAMI (Grupo Afirmativos de Mulheres Independentes) e o Flor de Cactos do GACC (Grupo de Apoio à Criança com Câncer). Como artista, lançou o EP “Rafaela Brito ao vivo no Festival Tesão Por Música (2022)” e o EP “Flor de Cactus (2021)”, além de atuar como percussionista, tocando com artistas como Tiquinha Rodrigues, Dudu Galvão, Ana Tomaz, Íris Lima, Khrystal, Dodora Cardoso e Dani Cruz. 

    Assim como o rio se movimenta para o encontro com o mar, “Saudade da preta” uniu a história de Rafaela Brito à história da rapper Pretta Soul, que acrescentou versos à canção a partir de sua vivência com sua mãe Maria e avós Eunice e Creuza, através de um convite feito por Rafaela. Pretta Soul é artista potiguar e trancista. Desde os 11 anos se dedica ao Hip Hop, tendo iniciado sua trajetória como b-girl. Como rapper lançou o disco “Poder Preto (2021)” e o documentário “Pretta Soul – Rap de Pretta, Rap de Mulher – A Trajetória de Jéssica Mayara no Hip-Hop (2020)”. 

    “Sempre que eu vou fazer minhas tranças lá na Pretta, a gente conversa sobre algum projeto. Numa dessas vezes, eu falei sobre “Saudade da preta”, disse que sempre lembrava dela quando cantava. Foi assim, conversando com ela, trançando meu cabelo, que a gente teve a ideia. Aí ela começou a compor, junto com Iyalê, parceira de composição dela. Elas se identificaram com a história e, uma parte da letra surgiu desse encontro”, destaca Rafaela.

    “Essa música tem muito sobre cada uma de nós. Ela traz vivências e o amor nas lembranças de quem tanto nos cuidou e cuida. Das nossas Marias, nossas mais velhas, as nossas mães pretas. Quando ouvi pela primeira vez foi uma sensação linda, lembrei logo da minha vó Creuza, já falecida, e de vó Eunice, que sempre conta as histórias dela como lavadeira na beira dos rios. Essa composição foi conjunta com minha amiga Iyalê, que também compôs em alusão à sua matriarca, dona Nazaré, já falecida, a referência de mulher preta na sua vida e, também, das culturas populares de Muriú. As gravações foram um sucesso, com uma equipe de mulheres massa e de uma força ancestral banhada pelas águas dos rios de Pium e pela doçura da nossa mamãe Oxum”, completa Pretta. 

    “Quando eu escutei a música toda, com várias lavadeiras cantando, veio uma memória da minha infância. As mulheres cantavam na beira do rio.” (Rivania Lustosa, integrante do Batuque de Mulheres)

    “Eu me emocionei muito com a música, porque foi uma coisa que eu ainda peguei quando era pequena, minha mãe também foi lavadeira. Eu acompanhava ela e a minha avó no rio. Sou descendente de indígena e me emocionou bastante. Não vejo a hora de estar cantando ela, representando a minha origem e o meu povo.” (Gabriela Santos, integrante do Batuque de Mulheres).

    A produção musical da música é assinada por Camila Pedrassoli e foi gravada e editada por Camila e Vitória de Santi, durante as aulas de produção musical do Batuque, com interpretação das artistas Rafaela Brito, Pretta Soul e 23 integrantes do Batuque de Mulheres. Além da música, também será lançado o EP “Batuque de Mulheres 23” com o processo de aprendizagem da música separada em instrumental, acapella, só tambores e em breve, será lançado um clipe, que enaltece as belezas naturais do Rio Grande do Norte e saúda Iemanjá e Oxum, orixás das religiões de matrizes africanas.

    “Pra nós da Guria Produtora é uma felicidade ver esse lançamento acontecer. Acompanhar de perto a evolução das alunas durante o ano se comprometendo com a música e participando de todas as etapas, além de passarem pelo processo todo do reconhecimento da canção, da letra, depois a preparação corporal e vocal, as aulas de produção musical mostrando como que construímos a música, a colaboração das alunas no roteiro do videoclipe, as gravações, até a chegada do produto final. 

    Muito felizes de poder chegar num resultado tão lindo, de uma música tão especial para a Rafaela e para o Batuque de Mulheres, reflexo dessa união de tantas pessoas afim de fazer a coisa acontecer da melhor maneira. 

    Por aqui ficam os agradecimentos à equipe do GAMI/RN, a Cores Que Tocam Produções e todas as artistas, Pretta Soul, incrível como sempre, alunas e equipes do Batuque de Mulheres por confiarem no nosso trabalho pra desenvolvermos isso juntas.” (Camila Pedrassoli, diretora da Guria Produtora)

    OUÇA AGORA: https://open.spotify.com/track/3DxhNpb6zDNezD34U8KTOc?si=ZAnKy7PTTiC7Af_dXnfVrg

    Sobre o Batuque de Mulheres

    O Batuque de Mulheres é um projeto sociocultural idealizado pelo GAMI/RN, com atuação na zona norte de Natal desde 2019. A aproximação da professora Rafaela Brito com o projeto se deu por meio de um convite para que ela ofertasse oficinas de percussão para as mulheres que faziam parte do grupo e da comunidade. De lá para cá, o Batuque de Mulheres tem contribuído para o processo de musicalização de mulheres de idade, etnia, classe social e sexualidade diversas, além de promover o bem-estar, o lazer e o empoderamento através das atividades realizadas.

    Atualmente, o Batuque de Mulheres possui patrocínio do Instituto Neoenergia, da Neoenergia Cosern e do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através da Lei Câmara Cascudo, o que tem possibilitado que, além das oficinas de percussão, sejam oferecidas também aulas de canto, produção musical e atividades de autocuidado. A versão final de “Saudade da Preta” é o resultado do trabalho realizado pelo Batuque de Mulheres no ano de 2023, é a força de todas essas mulheres juntas fazendo de suas histórias, arte.

    FICHA TÉCNICA – SAUDADE DA PRETA (MÚSICA)

    COMPOSITORES
    Rafaela Brito
    Jhoao Junior
    Pretta Soul
    Oyá Iyalê 

    INTÉRPRETES

    Rafaela Brito
    Pretta Soul

    Batuque de Mulheres

    PRODUÇÃO MUSICALPólen Aceleradora | Camila Pedrassoli


    GRAVAÇÃO E EDIÇÃO / AULAS PRODUÇÃO MUSICALPólen Aceleradora | Camila Pedrassoli e Vitória de Santi

    MIXAGEM E MASTERIZAÇÃOPólen Aceleradora | Vitória de Santi

    PREPARAÇÃO VOCAL

    Renata Graças

    PREPARAÇÃO CORPORAL

    Cristina Diógenes

    VOZES

    Cristina Diógenes

    Fátima Santos
    Fernanda Medeiros 

    Gabriela Santos
    Geísa Souza

    Geneilde Souza

    Gerlana Souza
    Karina Oliveira
    Larissa Carvalho

    Luana Lira
    Luana Simplício

    Luciana Costa
    Nina Souza
    Marilda Medeiros

    Myriam Castello Branco
    Natália Guimarães
    Núbia Rocha 

    Raquel Lopes
    Rejane Melo

    Renata Freire
    Renata Graças
    Rosineide Ferreira 

    Thor Santos

    Vânia Pascoal

    Vanusia Medeiros
    Veriana Amaral

    GRAVAÇÃO PERCUSSÃO

    Rafaela Brito

    BAIXO

    Camila Pedrassoli

    TECLADO E SYNTHS

    Camila Pedrassoli e Vitória de Santi

    GUITARRACamila Pedrassoli e Maria Fontes

    PRODUÇÃO EXECUTIVA E TÉCNICA

    Guria Produtora | Camila Pedrassoli, Juliana Furtado e Luana Simplício

    SELO E DISTRIBUIÇÃO DIGITAL

    Pólen Aceleradora | Guria Produtora

    REALIZAÇÃO 

    GAMI/RN e Cores Que Tocam Produções Artísticas 

    PATROCÍNIO 

    Fundação José Augusto

    Lei Câmara Cascudo

    Instituto Neoenergia

    Neoenergia Cosern 

  • Mossoró recebe a partir de quinta-feira a primeira etapa do Circuito Food & Jazz 2024 com 25 restaurantes confirmados

    A partir desta quinta-feira, dia 29, até o dia 9 de março, Mossoró recebe a primeira etapa do Circuito Food & Jazz, evento que está de volta para encantar amantes da boa música e da alta gastronomia no Rio Grande do Norte. Com 25 estabelecimentos confirmados, o festival celebrará o melhor da cultura local ao longo de 10 dias na capital do oeste.Nos estabelecimentos parceiros, serão oferecidas entradas, pratos, drinks e sobremesas exclusivas, tudo a preços fixos e promocionais.

    Nos dois últimos dias, 08 e 09 de março, em uma arena montada no estacionamento do Partage Shopping Mossoró o festival oferece, de forma totalmente gratuita, apresentações musicais, feira de artesanato, praça de alimentação e um evento Cozinha Show com oficinas gastronômicas seguidas de degustação.

    Em Mossoró, Hachi Rooftop, ZUM Restaurante e Gastrobar, Mnemosine – Adega, Bistrô e Buffet, Casa Grãos Café, Estação Café ESTAÇÃO CAFÉ, Tenda Gastronomia e Lazer, Blu Point, La Goccia Blu, Real 21 Pastel, Diana Hellen Doces Finos, Carmorita Café, Visse Café, U7 Hamburgueria, Mossoró Café, Arretado Burguer, Kiesfiha, O Caju Gastronomia, The B’nanas, Restaurante Dona Têca,Bom Café Mossoró, Grilo & Chicó Hamburgueria, Sereno Cacau, Mon Petit Café e Livros, Restaurante Buscapé, Aconchego Cafeteria & Bistrô, Donna salada e Lá em Roberto são os estabelecimentos participantes.

    As cidades de Caicó (21 a 30 de março) e Natal (11 a 20 de abril) também receberão o festival, prometendo momentos inesquecíveis. O evento contará com apresentações de pratos e drinques exclusivos, oficinas, street bands, shows e muito mais.

    Inspirado no legado de Luís da Câmara Cascudo, renomado folclorista e autor de “História da Alimentação no Brasil”, o evento homenageará as raízes indígenas, africanas, e europeias presentes na culinária brasileira. O Circuito Food & Jazz 2024 proporcionará uma experiência sensorial única, destacando o jazz brasileiro, a cadência nordestina e a alta gastronomia do país.

    A realização do evento é de Juçara Figueiredo Produções, com o patrocínio da Coca Cola, através do Programa Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura do Governo do Rio Grande do Norte e o apoio do Senac RN, UnP, Abrasel, Revista Deguste e Intertv RN.

    Em Mossoró, o Food & Jazz tem apoio local do Partage Mossoró, Prefeitura de Mossoró, Socel Gourmet, Objetiva Locações e Entretenimentos e do Mossoró Convention & Visitors Bureau. Acompanhe todas as novidades do Circuito Food & Jazz 2024 no Instagram: @foodjazzbrasil. Para mais informações, acesse https://linktr.ee/foodjazzbrasil.

  • Filarmônica UFRN reúne Itália e Polônia na abertura do 3º Festival Szymanowski no Brasil em março

    Filarmônica UFRN abre a Temporada 2024 com o concerto “As Quatro Estações, uma canção e um Vocalise”, que também marca a abertura do 3º Festival Szymanowski no Brasil. O concerto acontece em Natal, no dia 02 de marçoàs 18h, na Igreja Nossa Senhora da Apresentação – com entrada livre e lotação conforme a capacidade do local.

    O programa reúne obras dos compositores italianos Giovanni Gabrieli (1557-1612), Antonio Vivaldi (1678-1741) e o polonês Wojciech Kilar (1932-2023). A apresentação conta com a presença de dois solistas, a soprano Alzeny Nelo e o violinista polonês Mariusz Monczak, que também é o diretor artístico do 3o Festival Szymanowski no Brasil.

    Neste ano, a 3a edição do Festival tem concertos programados para a Pinacoteca PotiguarAuditório Onofre Lopes da Escola de Música da UFRNIgreja Nossa Senhora da Apresentação e na Igreja do Galo, além de concertos em Tibau do Sul e no “Habitat Marte”, em Caiçara do Rio do Vento. O evento também contará com palestra da musicóloga Ewa Monczak e diversas masterclasses e atividades educacionais. A programação completa pode ser conferida nas redes sociais da Escola de Música da UFRN.

    O maestro da Filarmônica UFRN, André Muniz, escolheu, para abrir a temporada, a Canzon Pian’ e Forte, peça escrita em 1618 por Gabrieli apenas para o naipe dos metais. O compositor escreveu a obra para dois “corais”: um coral formado por 3 trompetes e 1 trombone e o segundo formado por 1 trombone, 2 trompas e 1 tuba. A peça é conhecida por contrastar sons em dinâmica “piano” – ou seja, suaves – com aqueles em dinâmica “forte”, como diz o próprio título, tendo sido uma das primeiras obras na história da música a usar essa notação nas partituras impressas.

    Em seguida, a obra principal da noite é “As Quatro Estações”, de Vivaldi, concertos para violino e orquestra de Vivaldi que retratam musicalmente paisagens e sensações de cada uma das estações do ano. Compostas entre 1718 e 1720, foi utilizada em As Quatro Estações, um procedimento incomum na época: o compositor inseriu poemas na própria partitura que descrevem cada um dos momentos, criando pinturas musicais de riachos, de pássaros, de um pastor e seu cão, de moscas zumbindo, tempestades, dançarinos bêbados, paisagens congeladas e fogueiras de inverno, entre muitas outras descrições textuais e musicais. 

    Para finalizar este importante concerto, a soprano Alzeny Nelo apresenta o delicado e hipnótico “Vocalise de Kilar”, obra composta em 1999 para o filme “O Último Portal”, e que será apresentada em Natal pela primeira vez. Wojciech Kilar foi um dos maiores compositores poloneses do século XX, tendo atingido grande renome tanto por suas obras de concerto como por suas colaborações com o cinema.

    A Filarmônica conta com o apoio da UFRN, da Escola de Música da UFRN, da PROEX/UFRN e do patrocínio da CAURN – Caixa Assistencial Universitária do Rio Grande do Norte. 

    Sobre Festival Szymanowski no Brasil

    O Festival Szymanowski no Brasil é um evento organizado em parceria com a Escola de Música da UFRN e pela Fundacja Ars Activa, da Polônia. O nome do festival refere-se a Karol Szymanowski (1882-1937), renomado compositor polonês (pronuncia-se “ximanóvski”) cujas obras serão tocadas em algumas das apresentações. O compositor não foi escolhido por acaso. Como explica o Prof. Durval Cesetti, organizador do evento, “tanto eu como Mariusz, fizemos nossos doutorados em Montreal a respeito deste compositor – eu sobre suas obras de piano e ele sobre as peças para violino –, então o nome do festival foi certamente uma escolha natural. Esperamos que possa atiçar a curiosidade do público sobre ele e também sobre a cultura polonesa em geral.” Porém, o festival também inclui em sua programação obras de outros compositores – da Polônia, do Brasil e de diversos outros países.

    Serviço:

    Temporada 2024- Filarmônica UFRN | Concerto Especial

    (3º Festival Szymanowski no Brasil)

    Quando: 02 de março (sábado)

    Horário: 18h

    Onde: Igreja Matriz Nossa Senhora da Apresentação (Praça André de Albuquerque, s/n – Cidade Alta)

    Entrada: Gratuita

    Siga: @filarmonicaufrn

  • Bloco das Kengas realiza grande desfile no domingo de carnaval com show de Fafá de Belém 

    O irreverente Bloco das Kengas realiza seu tradicional desfile no próximo domingo (11) com show de uma das principais cantoras da Música Popular Brasileira, a Fafá de Belém. A concentração começa a partir das 15h no Bardallo’s Comida & Arte com muito frevo com a  Orquestra do Papão. 

    Criado em 1983 por um grupo de amigos, o Bloco das Kengas teve seu início em frente à Broadway, uma boate gay pioneira na cidade, localizada na Rua Felipe Camarão. Vestidos  de forma extravagente e acompanhados por uma banda, o grupo desfilava pela rua Vigário Bartolomeu, atraindo uma multidão e causando um grande impacto na imprensa local.Quarenta e um anos depois, o bloco continua fazendo história, sendo um espaço de expressões artísticas e acolhimento para todas as pessoas.

    “O domingo das Kengas é uma emoção por si só. Há mais de 40 anos, transmitimos nossa mensagem de alegria, purpurina e respeito pelas ruas, e convidamos a todos para celebrar essa história nos ensaios do Esquenta Kengas”, convida o carnavalesco Lula Belmont, criador do bloco.

    Lula Belmont destaca a alegria de celebrar mais um carnaval: “É uma imensa satisfação festejar novamente. Estamos chegando com o bloco arrasando mais um ano, desta vez com o tema ‘Kenga’s Queen’. Vamos nos fantasiar e mostrar nossa rainha, incentiva o carnavalesco.

    A partir das 15h o público pode chegar no Bardallo’s Comida & Arte para a concentração com Orquestra do Papão. Os foliões vão sair pelas ruas da Cidade Alta até o palco do Centro Histórico espalhando alegria e purpurina. Às 16h30 a cantora e compositora potiguar Valéria Oliveira fará um animado show com seu projeto Roda Cores do nosso Samba.

    Na sequência às 18h acontece o Desfile das Kengas e o show de Juliana Linhares.  A noite encerra com show da renomada cantora e compositora luso-brasileira  Fafá de Belém que será agraciada com o título de Madrinha das Kengas. Ao final, a Orquestra do Papão anima a multidão. 

    O Bloco das Kengas conta com apoio da Prefeitura do Natal, Carnaval em Natal, La Vedette Deluxe, Bardallo’s Comida & Arte, Devassa Puro Malte, SINSP/RN, Pitú e Calígula – Pizzaria e Restaurante. Mais informações através do perfil no Instagram: @kengas_natalrn ou pelo telefone 988263889.

    Fafá de Belém 

    Nascida Maria de Fátima Palha de Figueiredo, em Belém, Fafá de Belém é uma cantora, compositora e atriz brasileira. Fafá ganhou reconhecimento nacional quando, em 1975, a música “Filho da Bahia”, cantada por ela, foi introduzida na trilha sonora da telenovela Gabriela. A cantora completou, em 2020, 45 anos de carreira com mais de 15 milhões de álbuns vendidos, entre o Brasil e Portugal. Já gravou mais de 30 álbuns, entre CDs, DVDs e EPs, além de participações em coletâneas de sucesso e outros artistas. A cantora é também embaixadora da Unicef, região amazônica, por ações e serviços prestados à causa infantil e adolescente. Contra a exploração e prostituição de crianças.

    Intérprete que já recebeu as maiores honrarias e premiações relacionadas ao mundo artístico de seu país, ela recebeu os troféus de “Melhor cantora” e “Melhor Álbum”, categoria popular, ano 2016, do Prêmio da Música Brasileira. Em 2018 foi novamente indicada, categoria Melhor DVD. Também não faltam premiações internacionais a Fafá de Belém. Uma das mais importantes foi o recebimento da “Medalha do Turismo”, em 2011, honraria concedida pelo governo português.

    Suas canções extrapolaram fronteiras. Algumas delas, como “Vermelho”, por exemplo, virou uma espécie de hino para a torcida do Benfica, em Portugal. E também é cantada, nos estádios de futebol, por torcedores de clubes brasileiros como o Internacional de Porto Alegre. Fafá é também a única artista brasileira a gravar um álbum de fados produzido com o “aval” de Amália Rodrigues pelo produtor da famosa cantora portuguesa.

    Em 2024, Fafá é tema do samba-enredo da tradicional escola de samba Império de Casa Verde no Carnaval de São Paulo. O enredo da Império de Casa Verde para o Carnaval 2024, com desenvolvimento do carnavalesco Leandro Barboza e pesquisa do enredista de Tiago Freitas, exaltará a cantora por meio de aspectos de sua vida e carreira que se relacionam misticamente com a ‘amazonidade’ das tradições, festejos culturais e religiosos dos povos originários e ribeirinhos.

    SERVIÇO:

    Desfile das Kengas
    Concentração: Bardallo’s Comida & Arte – R. Gonçalves Lêdo, 678 – Cidade Alta
    Horário: a partir das 15h
    Palco: Praça 7 de Setembro, em frente ao Palácio da Cultura
    Data: 11 de fevereiro
    Acesso gratuito

  • Natal terá show de Ivete Sangalo dentro da turnê ‘A Festa’

    É oficial: Ivete Sangalo trará para Natal a turnê “A Festa”, que comemora os seus 30 anos de carreira. Até 2025, a série de shows vai passar por 30 cidades do país. A apresentação na capital potiguar será dia 31 de agosto, na Arena das Dunas. A pré-venda começa nesta terça-feira (6) no site da Eventim para clientes PicPay. A realização é da 30e e a produção local é da Viva Promoções. 

    Segundo Ivete, a proposta é oferecer aos fãs uma experiência única, com uma mega estrutura, por isso a nova marca dela é “Reivete-se”. “Não é qualquer festa, é a festa”, afirmou ela, no vídeo de divulgação do projeto. Por isso, os shows da nova turnê serão realizados em estádios e arenas.

    “Serão lugares centrais para que a gente possa trazer e viabilizar a ida dos meus fãs. Vai ser bom pra todo mundo levar a excelência do entretenimento para perto dos meus fazer”, afirmou a baiana. E tem mais: “Ao final dos 30 shows, teremos um DVD. Porque o nosso DVD é de lei, né? Ele será um compilado desse encontro”.

    Quem não quiser ficar de fora poderá garantir seus ingressos, com parcelamento em até dez vezes, a partir desta terça-feira, 6 de fevereiro, no site da Eventim – vale ressaltar que as entradas e pacotes VIP ofertados nesta pré-venda apresentam um número limitado de lotes, bem como áreas demarcadas em setores especiais e vantagens exclusivas.

    O PicPay entra como grande parceiro de Ivete Sangalo no projeto e oferece um benefício exclusivo: 50% de desconto no valor integral do Pacotes VIP e Clube da Veveta. É importante lembrar que esta vantagem é limitada. Porém, depois de esgotados os lotes, o PicPay continua oferecendo benefícios em todas as experiências, que passarão a ter o mesmo valor da entrada meia-estudante. A turnê A FESTA ainda conta com a parceria das marcas Itaipava, Hellmann’s e Engov.

    Os demais ingressos para a mega tour estarão disponíveis em breve para compra no site www.turneafesta.com.br e também na Eventim. Para os clientes que optarem pela entrada social, R$ 5 de cada ingresso será destinado ao Instituto Ivete Sangalo, associação sem fins lucrativos dedicada a causas sociais.

    Link da pré-venda: https://www.eventim.com.br/event/ivete-sangalo-3-0-a-festa-arena-das-dunas-18241230

    Ingressos e valores
    NATAL
    Data: 31 de Agosto de 2024
    Local: Arena das Dunas
    Classificação Etária: Entrada e permanência de crianças/adolescentes de 05 a 15 anos de idade, acompanhados dos pais ou responsáveis, e de 16 a 17 anos, desacompanhados dos pais ou responsáveis legais.
    Ingressos:
    Pipoca VIP – R$ 150 (meia-entrada legal) | R$ 180 (entrada social) | R$ 300 (inteira
    Pit PicPay A – R$ 345 (meia-entrada legal) | R$ 414 (entrada social) | R$ 690 (inteira)
    Pit PicPay B – R$ 345 (meia-entrada legal) | R$ 414 (entrada social) | R$ 690 (inteira)
    Pacote VIP Tempo de Alegria – R$ 645 (meia-entrada legal) | R$ 714 (entrada social) | R$ 990 (inteira)
    Pacote VIP Arerê – R$ 645 (meia-entrada legal) | R$ 714 (entrada social) | R$ 990 (inteira)
    Clube da Veveta Sorte Grande – R$ 855 (meia-entrada legal) | R$ 924 (entrada social) | R$ 1.200 (inteira)
    Clube da Veveta Abalou – R$ 1.155 (meia-entrada legal) | R$ 1.224 (entrada social) | R$ 1.500 (inteira)
    Clube da Veveta A Festa – R$ 2.655 (meia-entrada legal) | R$ 2.724 (entrada social) | R$ 3.000 (inteira)
    Início das vendas: 6 de fevereiro, 12h (on-line)
    Horário de funcionamento da bilheteria: EM BREVE
    Vendas online em: https://www.eventim.com.br/event/ivete-sangalo-3-0-a-festa-arena-das-dunas-18241230
    Bilheteria: EM BREVE

  • Circuito Food & Jazz 2024 anuncia datas para uma jornada gastronômica e musical inesquecível em Mossoró, Caicó e Natal

    O Circuito Food & Jazz está de volta em 2024 prometendo uma experiência única que combina a riqueza da gastronomia brasileira com as vibrantes notas do jazz. Transformando Mossoró, Caicó e Natal em palcos gastronômicos e musicais, o evento ocorrerá ao longo de 10 dias em cada cidade, celebrando o melhor da cultura local. As datas do Circuito Food & Jazz 2024 serão: Mossoró (29 de fevereiro a 9 de março), Caicó (21 a 30 de março) e Natal (11 a 20 de abril).

    O festival proporcionará uma experiência sensorial única, destacando o jazz brasileiro, a cadência nordestina e a alta gastronomia do país. Inspirado no legado de Luís da Câmara Cascudo, renomado folclorista e autor de “História da Alimentação no Brasil”, o evento homenageará as raízes indígenas, africanas e europeias presentes na culinária brasileira. O Circuito Food & Jazz 2024 contará com apresentações de pratos e drinques exclusivos, oficinas, street band, shows e muito mais.

    As inscrições estão abertas e podem ser feitas no link da bio do perfil @foodjazzbrasil no Instagram. A realização do evento é de Juçara Figueiredo Produções, com o patrocínio da Coca Cola, através da Lei Câmara Cascudo, do Governo do Estado do RN, e o apoio da Abrasel no RN e da Intertv Cabugi. Celebre a fusão da música e gastronomia, mergulhando na essência cultural brasileira. Para vídeos e fotos das edições anteriores e atualizações sobre o novo circuito, siga @foodjazzbrasil no Instagram.

  • Turnê dos musicais sobre Ney Matogrosso e Silvio Santos tem apresentações em Natal nos dias 22 e 23 de janeiro

    Ney Matogrosso – Homem com H explora momentos e canções marcantes na trajetória do cantor sem seguir necessariamente uma ordem cronológica. A história começa em um show do Secos & Molhados, em plena ditadura militar, quando uma pessoa da plateia o xinga de “viado”. Essa cena se funde com momentos da infância e adolescência do artista. E, dessa forma, outros episódios vão se encadeando na cena.

    O cantor camaleônico Ney Matogrosso, grande homenageado no musical, é vivido no palco por Renan Mattos, que venceu o prêmio Destaque Imprensa Digital 2022 e foi indicado ao APCA e Bibi Ferreira, ambos na categoria de melhor ator por este papel. Marilia Toledo e Emilio Boechat também acabam de ser indicados como melhor dramaturgia para o Prêmio Bibi Ferreira, assim como Daniel Rocha, por melhor arranjo original.

    Já Silvio Santos Vem Aí! faz um recorte na vida do apresentador e empresário Senor Abravanel, vivido pelo ator Velson D’Souza. A peça resgata um período que vai da infância do homenageado, quando ele era camelô no Rio de Janeiro, até a década de 90, logo após a consolidação do SBT. Com personagens icônicos como Gugu Liberato, Hebe, Elke Maravilha, Wagner Montes, Bozo, Pedro de Lara entre outros, a peça promete agradar todas as gerações.

    A trilha sonora é composta por músicas que marcaram a trajetória de Silvio Santos até a década de 1990 e animaram os programas de auditório. 

    Serviço turnê nacional de Silvio Santos Vem Aí e Ney Matogrosso – Homem com H

    Ingressos: https://uhuu.com/

    “HOMEM COM H”

    Ministério da Cultura e Petrobras Premmia apresentam: “Homem com H” 

    Apresentações: 22 de janeiro às 19h

    *Sessão com recursos de acessibilidade: 22 de janeiro às 19h

    Local: Teatro Riachuelo Natal 

    Classificação: 14 anos. Acesso de menores somente acompanhados dos pais ou maior responsável

    Lei Federal de Incentivo à Cultura

    Apresentação: Petrobras Premmia

    Patrocínio: EMS

    Planejamento cultural: Opus Entretenimento e Paris Cultural

    Realização: Ruthers Promoção de Eventos Culturais, Ministério da Cultura, Governo Federal, Brasil – União e Reconstrução

    “SILVIO SANTOS VEM AÍ”

    Ministério da Cultura e Petrobras Premmia apresentam: “Silvio Santos Vem aí” 

    Apresentações: 23 de janeiro às 19h

    *Sessão com recursos de acessibilidade: 23 de janeiro às 19h

    Local: Teatro Riachuelo Natal

    Classificação: Livre. Menores de 16 anos, somente poderão entrar acompanhados dos pais ou responsáveis.

    Lei Federal de Incentivo à Cultura

    Apresentação: Petrobras Premmia

    Patrocínio: EMS

    Planejamento cultural: Opus Entretenimento e Paris Cultural

    Realização: Ruthers Promoção de Eventos Culturais, Ministério da Cultura, Governo Federal, Brasil – União e Reconstrução

  • Turnê de Ludmilla, com megaestrutura de shows internacionais, passará por Natal; ingressos já estão à venda

    A cantora Ludmilla anunciou uma turnê comemorativa dos seus 10 anos de carreira. Intitulada “Ludmilla in the house” a turnê irá passar por diversas cidades do país, incluindo Natal no dia 06 de julho. O show será realizado na área externa da Arena das Dunas e já tem venda de ingressos aberta pelo Eventim.

    Uma década de carreira! Dez anos de prêmios, de looks, de hits, de recordes e também de muitos desafios. Ludmilla, agora, olha pra trás e mira o futuro. Ela reúne o que colecionou de mais precioso ao longo dessa trajetória e leva para cima do palco com a sua digital, mas de uma maneira que o público nunca viu. Ao lado da produtora 30e, a artista anuncia a LUDMILLA IN THE HOUSE TOUR, uma turnê de 19 datas que passará pelas principais arenas do país.

    As apresentações terão estrutura imponente para proporcionar a experiência que a cantora e compositora quer entregar para o público, com narrativa, com pop, com pagode e com cada elemento que a levou de Duque de Caxias para o mundo! A estreia da turnê está marcada para o dia 25 de maio, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro; e no dia 8 de junho é a vez de São Paulo receber o espetáculo, no Allianz Parque.

    “Essa tour é uma realização ainda maior que os meus sonhos. É a materialização do sentimento de que todo o caminho percorrido até aqui teve um propósito. Além disso, é poder olhar para o futuro e mirar no que quero para a minha vida e carreira”, afirma Ludmilla.

    “A Ludmilla é uma das principais cantoras do país e a sua conexão com o público é algo singular. Queremos criar uma turnê cuja estrutura seja proporcional ao tamanho, ao talento e à importância que ela representa”, afirma Pepeu Correa, CEO da 30e, responsável pela tour. “Ela sempre teve vontade de fazer uma turnê como as das artistas pop internacionais. A partir de agora, estamos sonhando esse sonho juntos”, complementa.

    O repertório da LUDMILLA IN THE HOUSE TOUR fará um passeio por toda a discografia da carreira da artista, da fase Fala Mal de Mim (2014) a Vilã (2023), passando por A Danada Sou Eu (2016), Hello Mundo (2019) e, claro, os  Numanice. Ou seja: é possível esperar das canções lado B às mais-mais, que contam com milhões de plays no Spotify, plataforma de música onde ela se tornou a primeira artista negra da América Latina a ultrapassar a marca de três bilhões de reproduções. E como todos estão acostumados com o jeitinho Lud: alguma surpresa sempre pode aparecer no caminho!

    LUDMILLA IN THE HOUSE TOUR percorrerá 19 cidades, proporcionando uma experiência única aos fãs. O itinerário inclui paradas em metrópoles como Rio de Janeiro, Vitória, São Paulo, Belém, Manaus, Fortaleza, Natal, Teresina, São Luís, Recife, Salvador, Florianópolis, Goiânia, Brasília, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Aracaju, Porto Alegre e Curitiba.

    Mais informações em www.ludmillainthehousetour.com.br

  • Réveillon no D´Praia, em Ponta Negra, terá dois dias de festa

    A virada de ano no D´Praia, em Ponta Negra, será comemorada em dois dias de festa. Dos últimos pôr do sol de 2023 aos primeiros raios de 2024, o Réveillon Dpraia é a promessa de dois dias cheios de alegria à beira-mar. A celebração promete muita animação e sorrisos eternos!

    No dia 30, o D´Praia será palco do samba mais charmoso da cidade, o Samba Carolina. A festa terá entre as atrações o Pagode do Coxa, Mesa Doze, Samba Preto no Branco e o DJ Avenuy. Mantendo a tradição das outras edições do samba, a festa terá acesso liberado para mulheres com nome de Caroline(a) e/ou Karoline(a). Para garantir, basta clicar no link da bio no @dpraiareveillon, escolher a opção “Você é Carol? Fale aqui!” e enviar o nome na lista. As vagas são limitadas.

    Já no dia 31, a animação da noite será com Pedro Bernadino, Valber Fernandes, DJ Avenuy e a Bateria Cabulosa. Os ingressos podem ser adquiridos avulso, para cada dia, ou a opção da casadinha. As vendas estão acontecendo no link da bio no @dpraiareveillon, pela Outgo ou fisicamente na 084 Store e Oticalli do Midway.

    O D´Praia está localizado em um dos endereços mais privilegiados da cidade, com vista para o Morro do Careca, na rua Francisco Gurgel, 899, em Ponta Negra (Em frente ao Hotel Esmeralda). Mais informações: 84 99104-1685

  • Roda Cores do Nosso Samba encerra temporada e lança nova identidade visual para a celebração de 10 anos em 2024

    A cantora Valéria Oliveira comandou, no dia 17, no Espaço Cultural D’Praia, a última edição deste ano da Roda Cores do Nosso Samba, a roda mais colorida da cidade.

    Para fechar o ano com chave de ouro, Valéria recebeu a cantora carioca Marina Íris, que celebrou a sua primeira vez no projeto: “Que alegria imensa estar aqui, pela primeira vez em Natal, pela primeira vez no Cores do Nosso Samba, pela primeira vez dividindo o palco com essas mulheres incríveis que compõem o nosso samba e que fortalecem a nossa luta por mais mulheres, não só no samba, mas por mais mulheres no protagonismo na arte, na cultura. Pra mim é uma honra imensa dividir o palco e ser tão bem recebida, o samba é um pouco sobre encontro, sobre acolhimento, sobre reconhecimento. A gente pôde se reconhecer hoje aqui, nessa energia linda do público, fiquei muito feliz!” E a paulista Fabiana Cozza , que participou pela segunda vez do projeto e destacou: “O Cores do Nosso Samba é uma celebração da música e da amizade!”

    A cantora Edja Alvess também celebrou a alegria de participar pela primeira vez da roda e Babá Cláudio destacou as cores da roda: “Isso é trazer cor pra cidade, isso é trazer cor com a linguagem dos artistas.” Valéria recebeu ainda o compositor e parceiro de canções Vinícius Lins e a musicista Samara Líbano.

    O repertório – com ritmos afro-brasileiros, mesclando samba canção, pagode, partido alto, samba enredo, Ijexá e samba de roda – não deixou ninguém ficar parado. E a energia do público deixou claro, que não podemos deixar nunca o samba morrer!

    Agora o projeto já está com o pé em 2024, com o lançamento da nova identidade visual, celebrando os 10 anos de Cores do Nosso Samba.