Últimas histórias

  • Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte se apresenta com Duo Stankov (ING) nesta quarta (25) no TAM

    As portas do Teatro Alberto Maranhão – TAM reabrem para o projeto Movimento Sinfônico, com as “Quartas Clássicas” da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN, no dia 25 de maio a partir das 19h30. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser reservados pelo Sympla, a partir das 9h da segunda-feira (23).

    As “Quartas Clássicas” de maio marca o lançamento do álbum Mendelssohn, com o Stankov Essemble e Royal Philarmonic Orchestr, sob a regência de Linus Lerner, primeiro brasileiro a gravar com essa, que é uma das melhores orquestras do Mundo. O álbum é do selo Meridian, produzido em 2019 em Londres, e conquistou grandes elogios da crítica internacional especializada, em particular da Revista FanfareClassical Music Daily e MusicWeb Internacional.

    O duo Stankov, formado pelo violinista Ivo e o pianista Lachezar, se apresentou com várias orquestras do mundo, dentre elas, Reino Unido, Espanha, Bulgária, Itália, Alemanha, Estados Unidos e outras. No Brasil, já tocou com a Orquestra Sinfônica de Gramado e agora retorna às terras potiguares. Os irmãos, que nasceram na Bulgária e desenvolveram suas carreiras na Inglaterra, são representantes das melhores tradições da música de concerto. O maestro Linus Lerner garante que será uma noite inesquecível aos amantes desse estilo.

    O repertório traz as obras: Festival March, Op. 54a, de Antonin Dvorak; Concerto Duplo para Violino e Piano e Concerto para Piano, No.1, Opus 25, G menor, III mov-Presto, de Felix Mendelssohn e ainda Príncipe Igor: Danças Polovtsianas, de Alexander Borodin (1833-1887).

    Ingressos Gratuitos

    Os ingressos serão distribuídos gratuitamente ao público através de inscrição antecipada. E, diante da capacidade de 600 lugares do Teatro Alberto Maranhão, as vagas são limitadas. Os interessados precisam realizar cadastro através da plataforma oficial do Sympla – https://www.sympla.com.br/concerto-oficial__1587874 , a partir das 9h do dia 23 (segunda). O voucher terá valor de ingresso para assistir ao concerto no TAM, chegando até às 19h do dia 25 de maio. É importante que o público se atente ao horário de validade do voucher, pois, a partir das 19h – do dia do espetáculo – os ingressos remanescentes serão distribuídos na bilheteria do TAM, por ordem de chegada do público que apostar na ausência daqueles que não utilizarem seus vouchers. Em caso de ingressos remanescentes, a distribuição se dará por ordem de chegada (das 19h às 19h30), na bilheteria do Teatro Alberto Maranhão.

    A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte tem o Governo do Estado do RN como seu principal mantenedor, por meio da Fundação José Augusto. E a temporada 2022 é realizada através do projeto Movimento Sinfônico mediante iniciativa do Instituto Neoenergia, com patrocínio da Neoenergia Cosern e Lei Câmara Cascudo; conta com o patrocínio da Unimed Natal e é uma realização da OSRN, Fundação José Augusto e da MAPA Realizações Culturais, com apoio do hotel Wish Natal, restaurantes: La Cachette, Tábua de Carne, Camarões e Família Reis Magos, da G7 Comunicação e da Lado A Design.

    Serviço:

    Movimento Sinfônico 2022 – Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte

    Ação: Quartas Clássicas

    Quando: 25 de maio (quarta)

    Onde: Teatro Alberto Maranhão – TAM

    Horário: 19h30

    Ingressos: Os ingressos serão distribuídos gratuitamente ao público através de inscrição pelo Sympla – https://www.sympla.com.br/concerto-oficial__1587874. O cadastro acontece por meio da plataforma (Sympla), a partir das 9h do dia 23 de maio (segunda-feira). No Teatro Alberto Maranhão, o voucher terá valor de ingresso e garante o acesso do público ao Concerto até às 19h do dia 25 de maio. Caso haja ingressos remanescentes, esses, serão distribuídos a partir das 19h no dia 25 de maio, na bilheteria do TAM, por ordem de chegada.  

    A entrada só será permitida mediante apresentação do voucher/ingresso válido, comprovante de vacinação e uso de máscara.

    A OSRN é sua!

    Assista, Curta, Siga, se inscreva e compartilhe!

    Facebook – @rnsinfonica

    Instagram – @osrn.oficial

    YouTube – YouTube/OSRN

  • Casa de Zoé chega a Mossoró pela primeira vez, nesta sexta-feira, com o espetáculo “Sinapse Darwin”

    Inspirado na vida e na obra do pesquisador e naturalista Charles Robert Darwin, “Sinapse Darwin” é o mais recente trabalho da CASA DE ZOÉ, com direção geral e dramaturgia de César Ferrario e direção de arte de João Marcelino. O espetáculo, que teve estreia com ingressos esgotados e excelente retorno do público e da imprensa em 2021, chega pela primeira vez a Mossoró nesta sexta-feira (20) com o projeto Circuito Sinapse Darwin.

    Sinapse Darwin remonta a história do naturalista e pesquisador de forma inusitada e nos desperta por sua disposição as diferentes geografias, pelo respeito e admiração as diversidades étnicas e pela perspicácia em estabelecer os princípios científicos para sustentação de suas afirmações. A linha narrativa, desobediente ao tempo e a geografia, se faz livre nos caminhos imprevisíveis do pensamento. Nessa trajetória, fatos icônicos da vida como nascimento, formação e jornada, são espelhados e transfigurados pela memória. Requisitando a imaginação, elementos de teorias contidas em “A Origem das Espécies”, vão sendo gradualmente revelados a partir de um olhar sobre o cotidiano.

    Com trilha sonora ao vivo e direção musical de Caio Padilha, a obra é executada sobre uma estrutura autônoma de luz, som e palco, podendo ser montada em qualquer lugar, levando o teatro para rotas além das usuais. Uma estrutura que conclama as pessoas das grandes e pequenas cidades, para que juntas, mais uma vez, se disponham ao exercício de imaginar.

    “Projetar a montagem e circulação de SINAPSE DARWIN, ainda no momento auge da pandemia, foi um grande desafio em todas as suas dimensões. Naquele instante não tínhamos a certeza da obra e suas proporções. Ter agora a oportunidade de iniciar essa circulação por outras cidades do nosso estado, especialmente Mossoró, terra do nosso diretor e dramaturgo César Ferrario, é um presente para toda a equipe. Aqui fomos abraçados e tivemos a parceria do Colégio Diocesano, que cedeu suas instalações para realizarmos duas apresentações”. Fala Arlindo Bezerra, Coordenador de Produção.

    O projeto Circuito Darwin é uma realização da Casa de Zoé, produção da Bobox Produções e Tayó Produções, com patrocínio do Governo do estado do Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Lei Câmara Cascudo, NEOENERGIA COSERN e Instituto NEOENERGIA.

    SERVIÇO

    CIRCUITO SINAPSE DARWIN

    MOSSORÓ – 20/05 (sexta-feira) – Sessões às 17h30 (aberta para os alunos da escola) e 20h – Local: Colégio Diocesano – Ginásio Carecão

    ACESSO GRATUITO!

    Patrocínio: Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Lei Câmara Cascudo, NEOENERGIA COSERN e Instituto Neoenergia.

    Realização: CASA DE ZOÉ

    Produção: BOBOX Produções e TAYÓ Produções

    Siga: @casadezoe

  • Curta-metragem “Dionísia – Poema Além da Floresta” estreia no mês de junho na Casa da Ribeira

    O curta-metragem “Dionísia – Poema Além da Floresta” retrata a infância e a adolescência da escritora, educadora e poeta Nísia Floresta Brasileira Augusta (1810-1885) – nascida em solo potiguar, em um pequeno povoado chamado Papary.  O filme, que conta com elenco, direção e produção potiguar, tem estreia agendada para o dia 03 de junho, na Casa da Ribeira.

    A história se passa no período de 1817 a 1824, e traz para o público uma Nísia pouco    conhecida – a criança, que ao lado dos pais, apreendeu a amar e respeitar a todos, sem distinção; e a jovem, que resolveu enfrentar valores impostos por uma sociedade preconceituosa, e quebrar paradigmas comportamentais em nome da liberdade feminina.

    “O filme mostra como Nísia se transformou em uma mulher tão importante e forte. A educação que ela teve na infância, vinda dos pais, principalmente do pai dela, que tinha uma visão sobre a vida de vanguarda. Isso foi fundamental para ela se tornar quem ela se tornou”, destaca Thalita Vaz, produtora do filme.

    Segundo o diretor Nilson Eloy, a construção do roteiro contou com a consultoria da escritora Constância Lima Duarte, estudiosa de Nísia e autora do livro – Nísia Floresta Presente: Uma Brasileira Ilustre. “Conversei muito com ela, que também nos orientou quanto à construção do figurino”, comentou o diretor. Ele conta que a pesquisa ainda teve a ajuda do pesquisador Luiz Carlos Freire na organização das informações. “É uma ficção baseada na história de uma personagem real. A ideia é que este curta seja um ponto de partida para captar recursos para um longa-metragem ou minissérie”, adiantou o diretor.

    O curta foi rodado nas fazendas Engenho Lagoa do Fumo e Olho D’água, ambas no município de São José do Mipibu. O elenco principal conta com os atores: Titina Medeiros, como Antônia Clara (mãe de Nísia), Rogério Ferraz, como Dionísio (Pai de Nísia), Alice Dantas, como Dionísia aos 07 anos, Isadora Gondim, como Dionísia aos 14 anos e ainda Maria Di Lia, como Dionísia em sua fase adulta. Também compõem o elenco: Thazio Menezes, Stefany Tavares, Alex Benigno, Nilson Eloy, Camilla Natasha, Thalita Vaz, João Gabriel Medelima, Gabriel Tavares, Doc Câmara, Enio Cavalcante, Paulo Lima Firmino, Francisco Júnior, Fernanda Cunha, Marcelo Chaves, Janine Vaz, Lucas Gabriel Vaz, John Evangelista, Sebastião da Cunha, Dayse Emanuela, Fernanda Abreu e Renatho Andriolla.

    A direção de fotografia é de Johann Jean; figurino: Rosângela Dantas; direção de arte: Romy Rauen; som direto: Paolo Araújo; preparação de elenco: Márcia Lohss; produção executiva: Thalita Vaz e direção de produção: Paulinha Maux; realização: Engenho Audiovisual e coproduções: Com Arte Cultural e Praia Filmes HD.

    O filme “Dionísia – Poema Além da Floresta” conta com recursos via Lei Aldir Blanc do município de Nísia Floresta, através da Secretaria de Esporte, Laser, Cultura e Turismo,  e do estado do Rio Grande do Norte, através da Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo  Federal.

    SERVIÇO:

    Estreia – “Dionísia – Poema Além da Floresta”

    Dia 03 de junho, sexta-feira, às 19h e 20h, na Casa da Ribeira

    Contribuição consciente, no valor mínimo de R$10,00 no Sympla: http://sympla.com/casadaribeira

    FICHA TÉCNICA

    DIONÍSIA, POEMA ALÉM DA FLORESTA

    Realização: Engenho Audiovisual

    Coprodução: Com Arte Cultural e Praia Filmes HD

    Patrocínios: Lei Aldir Blanc do Município de Nísia Floresta e da Fundação José Augusto, Governo do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal

    Apoios:

    Empresa Vila

    Projeto “Rampa – arte museu paisagem”, promovida pelo ESPAÇO CULTURAL CASA DA RIBEIRA, por intermédio da Lei Câmara Cascudo – Estado do RN”.

    Engenho Olho D´água

    Engenho Lagoa do Fumo

    Lojas Aliança

    Arte Nobre Fantasias

    Diretor e roteirista: Nilson Eloy

    Produzido por: Nilson Eloy e Thalita Vaz

    Produtora executiva: Thalita Vaz

    Assistente de direção: Davi Revoredo

    ELENCO:

    Dionísia criança: Alice Dantas

    Dionísia jovem: Isadora Gondim

    Dionísia adulta: Maria Di Lia

    Antônia Clara: Titina Medeiros

    Dionísio: Rogério Ferraz

    Manuel Alexandre: Thazio Menezes

    Pepé: Stefany Tavares

    Padre João: Alex Benigno

    Bianô: Nilson Eloy

    Fofoqueira 01: Camilla Natasha

    Fofoqueira 02: Thalita Vaz

    Criança indígena: João Gabriel Medelima

    Jovem indígena: Gabriel Tavares

    Homem emboscada 01: Doc Câmara

    Homem emboscada 02: Enio Cavalcante

    Feitor: Paulo Lima Firmino

    homem escravizado açoitado: Francisco Júnior

    Secretária de Nísia Floresta: Fernanda Cunha

    Trabalhador do sítio floresta 01: John Evangelista

    Trabalhador do sítio floresta 02: Sebastião Ferreira da Cunha

    Trabalhador do sítio floresta 03: Dayse Emanuela

    Mulher escravizada que aparece com Manuel: Fernanda Abreu

    Coroinha: Lucas Gabriel Vaz

    Pai do noivo: Marcelo Chaves

    Mãe do noivo: Janine Vaz

    Amigo do noivo: Renatho Andriolla

    FIGURAÇÃO

    Clauderson Marciel Roseno de Lima, Claudio Marciel de Lima Vital, Diego Trindade da Silva, José Carlos Celso da Silva, José Renan, Leonardo Simião Almeida da Silva,  Luiz Fernando Nascimento de Moura, Maria Preta, Ronaldo de Oliveira, Severino Ângelo.

    Preparadora de elenco: Márcia Lohss

    Diretora de produção: Paulinha Maux

    Assistentes de produção: Danilo Leite e John Evangelista

    Platô: Tobias Nevesilva

    Continuísta e logger: Franklin Mateus

    Diretor de fotografia e câmera: Johann Jean

    Assistente de fotografia e câmera: Júlio Schwantz

    Maquinistas: Lucas Venâncio, Igor Caetano e Sérgio Gaveta

    Eletricista chefe: Juca Santos

    Diretora de arte: Romy Rauen

    Assistente de arte: Tassia Consulin

    Técnico de som direto: Paolo Araújo

    Microfonista: Marina de Lourdes

    Figurinista: Rosangela Dantas

    Assistentes de figurino: Shirley Araújo e Camilla Natasha

    Costureiras: Joelma, Monalisa Cavalcante e Fátima Medeiros

    Maquiagem e cabelo: Ana Macedo e Kell Allen

    Maquiagem de efeitos especiais: Kell Allen

    Fotografia still e making of: Davi Selton, Ádila Santos e Maiakovski Pinheiro

    Designer: Werban Freitas

    Designer e identidade visual: Hervall Padilha

    Limpeza do set: Dona Ana

    Alimentação do set: Frigideira Potiguar

    Motoristas: Demétrius Vaz e Nailton Silva

    Montagem e finalização: Johann Jean

    Trilha Sonora: Nilson Eloy e Ramiro Junior

    Tema musical “Além da floresta”: composição: Hervall Padilha/ voz: Clara Menezes / violão: Eri Santana/ arranjos: Ramiro Junior

    Mixagem e desenho de som: Nilson Eloy

    Social mídia: Patrícia Reis

    Assessoria de imprensa: Sollar Comunicação

  • 120 anos de encantamento de Augusto Severo é tema de homenagem no Complexo Cultural Rampa

    Augusto Severo, potiguar com coragem para voar, recebeu homenagem nesta quinta-feira, 12 de maio, data que marcou 120 anos de seu encantamento. O evento, realizado no Complexo Cultural Rampa, no bairro de Santos Reis, em Natal, reuniu convidados, imprensa e autoridades, em tributo promovido pelo Governo do Estado do RN, com direito a apresentações, projeção mapeada e lançamento de livro.  

    A solenidade teve início com a apresentação de estudantes da 5ª série da Escola Municipal Augusto Severo de Macaíba, seguida de pronunciamentos, como o do advogado Armando Holanda, que representou a família de Augusto Severo, e o da governadora Fátima Bezerra.  “Temos a exata dimensão do papel e do dever público de acolher, disseminar e preservar a memória e a história do nosso povo. Essa homenagem a Augusto Severo faz parte de um resgate desse importante legado deixado por ele e que faz parte do Rio Grande do Norte”, destacou a governadora.

    O pôr do sol, às margens do rio Potengi, fez parte da cena em um momento de contemplação ao som do saxofonista Joedson Silva. Em seguida, os convidados assistiram a uma projeção mapeada com a história de Augusto Severo, tendo como imagens as ilustrações do livro “Augusto Severo: o homem que sonhou voar”, lançado durante o evento.

    O projeto de ocupação artística do Complexo Cultural, o Rampa – arte museu paisagem – atualmente em desenvolvimento -, é apoiador da publicação, já que a curadoria tem como um de seus conceitos geradores o verbo “voar” e, portanto, encontra em Augusto Severo importante inspiração. O livro conta com o trabalho e os esforços de Ângela Almeida, jornalista, pesquisadora e artista plástica; Helton Rubiano, jornalista, escritor e editor de livros; Rafael Campos, designer e artista visual e Michele Holanda, publicitária, designer e fotógrafa. Tendo como editora a EDUFRN – Editora da UFRN, o livro possui mais de 90 páginas repletas de muita arte, memórias e história. Vendas no local.

    Lançamento do acervo digital Rampa – arte museu paisagem 

    O encerramento aconteceu com a apresentação do acervo digital da Rampa – arte museu paisagem (www.rampacultura.com.br). Marília Bonas, coordenadora do Núcleo Museológico, fez a apresentação e contou um pouco do que está por vir. “A gente trabalhou a partir de um conceito chave que é entender esse espaço, como um lugar de memória. E um lugar de memória é onde coisas importantes aconteceram, no entanto, mais importante do que registrar um local onde fatos relevantes ocorreram, é importante compreendermos as muitas camadas de memória e de desmemória. Parte da população natalense não reconhece o local como ponto histórico. A gente trabalha com a chave de ‘patrimônio’, como aquilo que te pertence. Se as pessoas não têm memória sobre o patrimônio, como isso vai te pertencer? Então, essa foi a base de início do Núcleo Museológico”, explica Marília Bonas.

    No site, o público já tem à disposição parte do acervo digital, mapa interativo (com informações sobre o projeto, linha do tempo, depoimentos e ficha poética) e outros detalhes da grandiosidade do projeto de ocupação artística, Rampa – arte museu paisagem. Foi um longo período de pesquisas bibliográficas sobre a história da aviação no RN, além das falas das pessoas da comunidade em torno da Rampa e de outras pessoas que têm histórias e memórias relacionadas ao local. No âmbito da articulação social, foram realizadas entrevistas com moradores, pessoas da área da cultura, da educação, da segurança pública, nos bairros da Ribeira, Rocas e Santos Reis.

    O Complexo Cultural Rampa é um equipamento do Estado do RN. O projeto de ocupação artística do espaço, Rampa – arte museu paisagem, da Casa da Ribeira, tem patrocínio da Brisanet. A Neoenergia Cosern é patrocinadora da Fase 1, dirigida exclusivamente para a Ação Memória e Educação, com benefícios da Lei Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura, Fundação José Augusto e Governo do RN. A produção executiva é da House Cultura.

    Para o presidente da Casa da Ribeira, Henrique Fontes, estar nesse processo de ocupação e implementação do Rampa – arte museu paisagem, é um grande desafio e de muitas descobertas. “Os 120 anos de encantamento de Augusto Severo foi desde o começo da pesquisa curatorial um símbolo ligado diretamente que é o voar, o sonhar voar. Ele, mais do que ninguém nesse Brasil, foi quem primeiro ousou sonhar que poderíamos voar, como os pássaros. Toda nossa curadoria tem esse desejo do voo, dessa busca de voar para além dos equipamentos, o voar com a imaginação. Hoje marcou o começo dessa abertura.  A arte tem esse poder na vida das pessoas”, declarou.  

    Entre as autoridades presentes, a governadora Fátima Bezerra, o vice-governador Antenor Roberto, o prefeito do município de Macaíba, Emídio Júnior, secretários de Estado, representantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, Grupo Neoenergia Cosern, Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Academia Norte Rio-grandense de Letras, Câmara Municipal, Marinha do Brasil, Abrasel, artistas, produtores culturais, professores, Grupo Nordestão, Brisanet, empresários do turismo, entre outros.

  • Coletivo Púrpura lança single “Receita Original” nesta sexta-feira

    O coletivo Púrpura, formado pelas musicistas Silvia sol, Cibelly Guedes e Khrystal lança nesta sexta-feira (13 de maio) o segundo single “Receita original” nas plataformas digitais.

    O single tem composição de Khrystal e Cibelly Guedes e conta com os violões de Rafael Gonzaga e percussões de Cibelly e Khrystal e foi captado, editado, mixado e masterizado por Camila Pedrassoli e Vitória de Santi no estúdio da Pólen Aceleradora, em Natal/RN. 

    O clipe conta com imagens de Gabriel Gianni e Cimar Filho e com a edição de Mylena Sousa e trata das naturezas de dentro e de fora, da falta de naturalidade em tempos que tudo é feito para ser visto e postado

    O clipe vai ao ar às 19h, também nesta sexta-feira (13 de maio), no canal do YouTube do Coletivo Purpura. A ação tem o apoio da Pólen Aceleradora, a distribuição digital da Guria Produtora e o apoio da Sollar Comunicação.

    SERVIÇO

    Lançamento do single “Receita Original” do Coletivo Púrpura

    Dia 13 de Maio, às 13h, em todas as plataformas de streaming

    Link do pré-save: https://onerpm.link/234901159998 

    Lançamento do Clipe “Receita Original” do Coletivo Púrpura

    Dia 13 de Maio, às 19h 

     Canal do Coletivo Púrpura no YouTube  

  • Sexta-feira tem show de Humberto Gessinger e Uskaravelho no Teatro Riachuelo

    Nesta sexta-feira, dia 13 de maio, às 21h, o Teatro Riachuelo será palco de mais uma edição do Toca Brasil, projeto que tem a proposta de enaltecer a riqueza da música brasileira, em seus diferentes estilos e ritmos, com um rico intercambio e troca cultural de atrações locais e nacionais. A segunda parada do projeto será ao som de Humberto Gessinger, uma das vozes mais icônicas do rock nacional, e a banda potiguar Uskaravelho.

    Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro (de terça a sábado, das 14h às 20h) e no site https://uhuu.com/evento/rn/natal/toca-brasil-humberto-gessinger-10040. O projeto tem realização da Viva Entretenimento e Stallo´s Produções e patrocínio via incentivo fiscal da Lei Djalma Maranhão pela Prefeitura do Natal, Unimed Natal e Plano Urbanismo; e via incentivo fiscal da Lei Câmara Cascudo pelo Governo do RN, Frigoiás e CDA Distribuidora.

    A banda Uskaravelho é uma banda de Rock Nacional muito conhecida aqui no estado do RN por sempre fazer trabalhos sólidos tanto com tributos de grandes bandas de sucessos, como de produções autorais. O grupo é formado por Clênio Maciel (vocal), Jeff Soares (baixo, e vocal de apoio), Caio César (guitarra, violão e vocal de apoio), Ítalo Oliveira (guitarra e vocal de apoio) e Júnior Cavallo (bateria).

    Em Natal, Humberto Gessinger vai apresentar o seu quarto disco solo, “Não Vejo a Hora” (Deck). Lançado em CD, vinil, K7 e em todas plataformas digitais, o álbum foi gravado no Estúdio Soma em Porto Alegre e conta com duas formações, dois trios distintos: o “power trio” e o trio acústico. Produzido por Humberto, “Não Vejo a Hora” é o primeiro álbum de inéditas desde “InSULar” (2013) e traz 11 canções autorais gravadas com dois trios.

    Serviço:
    Toca Brasil – Humberto Gessinger e Uskaravelho
    Dia: 13 de maio
    Horário: 21h
    Classificação indicativa: 16 anos
    *menores de idade só entram acompanhados dos pais ou responsável autorizado.
    🎟 Ingressos
    R$ 180,00 Frisas;
    R$ 200,00 Balcão Nobre;
    R$ 240,00 Plateia B;
    R$ 260,00 Camarotes;
    R$ 200,00 Pista LOTE 1 (limitado a 400 ingressos);
    R$ 300,00 Pista Premium;
    *valores de inteira
    % Descontos:
    50% idosos a partir dos 60 anos, crianças de 2 a 14 anos, estudantes, ID Jovem, pessoas com deficiência, professores e doadores de sangue;
    50% clientes Unimed Natal (1 ingresso);
    30% titulares do Cartão Riachuelo (1 ingresso, apenas na bilheteria);
    *descontos limitados e não cumulativos
    📍 Pontos de venda:
    – Bilheteria do teatro (de terça a sábado, das 14h às 20h)
    – site e app: uhuuoficial
    ⚠ Enquanto durar o período de pandemia, o uso de máscara facial será obrigatório durante todo o tempo de permanência no teatro. Também é obrigatória a comprovação da vacinação completa. Acompanhe as medidas de proteção ao COVID-19 que deverão ser tomadas no dia do evento, conforme decreto vigente.

  • Valéria Oliveira realiza a segunda edição da temporada 2022 da roda Cores do Nosso Samba

    “Cores do Nosso Samba” – projeto que nasceu com o propósito de dar visibilidade aos sambistas, compositores e intérpretes potiguares e que agrega diversas vertentes do samba – chega a sua segunda edição do ano, no dia 21 de maio, na área externa do Natal Shopping.

    Sob o comando da anfitriã Valéria Oliveira, a roda traz a energia do canto nordestino, em um repertório que mescla a música autoral – estimulando a produção de novos compositores – com os clássicos do samba. O projeto já recebeu mais de 50 convidados, ao longo dos seus oito anos de existência, e a cada edição, Valéria reúne novos e antigos parceiros de palco para juntos saudarem os mestres do samba.

    O público potiguar vai poder ouvir e cantar clássicos de ícones da música popular brasileira como João Nogueira, Dona Ivone Lara, Arlindo Cruz, Cartola, Paulinho da Viola, Jovelina Pérola Negra, Leci Brandão, Silas de Oliveira, Clara Nunes, Beth Carvalho, Martinho da Vila, Delcio Carvalho e Gonzaguinha, além de ter a oportunidade de se conectar com obras de artistas da nova geração do samba.

    A segunda edição da roda Cores do Nosso Samba conta com os patrocínios da Prefeitura do Natal, Hospital do Coração e Humana Saúde, por meio do Programa Djalma Maranhão, e com o apoio do Natal Shopping.

    Para acompanhar todas as novidades de pertinho o público pode seguir o perfil do projeto no Instagram: @coresdonossosamba

    SERVIÇO

    CORES DO NOSSO SAMBA – TEMPORADA 2022 – SEGUNDA EDIÇÃO

    Dia 21 de maio, sábado, a partir das 16h30

    Local: Área externa do Natal Shopping

    Ingressos gratuitos, em quantidade limitada, a serem distribuídos em breve no app do Natal Shopping

    Realização: Green Point Produções e Valéria Oliveira Produções

  • Projeto Caravana REC abre inscrições para jovens da cidade de Assú

    O projeto Caravana REC – uma iniciativa itinerante que busca promover a formação técnica, o estímulo profissional e empreendedor, a produção e difusão audiovisual no estado do Rio Grande do Norte – está realizando a sua 2ª temporada. O público-alvo são jovens de 15 a 25 anos, das cidades contempladas:  Natal, São Gonçalo do Amarante e Apodi já receberam as oficinas, que ainda passarão por Assú, Parelhas e Caicó. As inscrições para Assú, próxima cidade a receber o projeto, estão abertas no site www.caravanarec.art até o dia 18 de maio.   A oficina acontecerá de 23 a 27 de maio, das 14h às 17h, no Cine Teatro Pedro Amorim.


    Em cada cidade por onde passa, o projeto desenvolve uma oficina de audiovisual, com foco na produção de curtas documentários, além de uma atividade de apreciação e formação de plateia para o cinema local, através da Mostra Itinerante Caravana REC. Nessa 2ª temporada a mostra será formatada com os filmes produzidos pelos participantes atendidos na 1ª edição do projeto, realizada em 2020 nas cidades de Mossoró, Currais Novos, Goianinha e Natal, resultando em quatro documentários feitos pelos jovens participantes, com total orientação e supervisão dos facilitadores Carito Cavalcanti e Fernando Suassuna.

    Com o enfoque na experiência prática e na troca de saberes, o diferencial do Caravana REC consiste em introduzir as técnicas básicas do audiovisual para os jovens beneficiários com pouco ou nenhum acesso a esse conhecimento. A partir disso, o projeto estimula os participantes a pensarem na sua identidade cultural, na sua história e nas suas raízes, investigando símbolos, conceitos e ideias que possam ser traduzidos para a linguagem do cinema. Dessa forma, os próprios participantes tiram suas conclusões acerca da melhor estratégia para representar a essência do lugar onde vivem.

    O conteúdo programado busca introduzir as técnicas básicas do audiovisual para os jovens beneficiários com pouco ou nenhum acesso a esse conhecimento. A partir disso, estimulamos os participantes a pensarem na sua identidade cultural, na história, nas suas raízes, investigando símbolos, conceitos e ideias que possam ser traduzidos para a linguagem do cinema. Dessa forma, os próprios participantes tiram suas conclusões acerca da melhor estratégia para representar a essência do lugar onde vivem produzindo, ao final, um documentário de até 15 minutos com total suporte dos facilitadores da oficina, Carito Cavalcanti e Fernando Suassuna.

    O projeto Caravana REC tem realização da Pinote Produções, com patrocínio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Neoenergia Cosern e Instituto Neoenergia, via Lei Câmara Cascudo.


    OFICINA DE DOCUMENTÁRIO PARA INICIANTES – Assú

    De 23 a 27 de maio, das 14h às 17h, no Cine Teatro Pedro Amorim.
    Público-alvo: Jovens de 15 a 25 anos que tenham interesse em conhecer e experimentar o segmento do audiovisual/cinema. Não precisa ter conhecimento prévio.

    Inscrições até 18 de maio: www.caravanarec.art
    Acesso gratuito

    Siga: @caravanarec

  • Neste mês de maio o Muído Potiguar chega aos bairros Bom Pastor, Ribeira e Nova Descoberta

    O programa Muído Potiguar vem trazendo a história dos bairros de Natal de uma forma divertida e alegre e, especialmente, fortalecendo a identidade e a memória dos moradores de cada bairro visitado.  Neste mês de maio, nos dias 10, 20 e 30, o Muído será nos bairros Bom Pastor, Ribeira e Nova Descoberta, com exibição no canal oficial do projeto no YouTube e no canal 100 da Cabo Telecom.

    O primeiro programa do mês visita o bairro do Bom Pastor, no episódio Fernanda conversa com Silvino Baú (ex-presidente do conselho comunitário, organizador de carnavais de rua e morador antigo do bairro) sobre os trabalhos realizados na comunidade e sobre suas memórias afetivas. O episódio traz ainda uma visita a Associação Cultural do Bom Pastor, onde Fernanda mostra um pouco do trabalho realizado com idosos, no Pastoril do Boi de Reis e um bate-papo com as filhas do Palhaço Faísca sobre as memórias que elas têm do pai e sobre a relação dele com o Bom Pastor e com a comunidade do Salgado.

    O segundo episódio traz a tradição histórico cultural da Ribeira, com a Rua Chile, o Teatro Alberto Maranhão, a Casa da Ribeira e o Buraco da Catita. Bairro que foi palco de Festivais como o Circuito Ribeira, o MADA, e o Dosol,e de festas memoráveis no Galpão 29, no Armazém, no Ateliê, e quem lembra do Blackout e do Downtown? O episódio traz um bate-papo com grandes fomentadores culturais da Ribeira.

    E no dia 30 o Muído vai descobrir o que o bairro Nova Descoberta tem de melhor em um bate-papo com os donos do “Pastel da Hora”; com ex-jogadores e principais organizadores dos campeonatos amadores de futebol do bairro; com Rhellen, dona de um salão de beleza localizado  há muitos anos na localidade;  e com Seu Antônio Matos (conhecido como Delegado) funcionário do Cemitério de Nova Descoberta há 50 anos.

    O programa Muído Potiguar tem realização da HD Produções e conta com patrocínio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Lei Câmara Cascudo, Cabo Telecom e Grupo Conexão.

    SERVIÇO

    MUÍDO POTIGUAR

    EPISÓDIO  16 – Bom Pastor

    Dia 10 de maio, terça-feira, às 13h

    EPISÓDIO 17 – Ribeira

    Dia 20 de maio, sexta-feira, às 13h 

    EPISÓDIO 18 – Nova Descoberta

    Dia 30 de maio, segunda-feira, às 13h

    Exibição: Canal 100 da Cabo Telecom e no canal oficial do projeto no YouTube

    Mais informações: @muidopotiguar

  • Circuito Sambinha Petrópolis recebe Leandro Lehart no Centro de Turismo

    O artista que colocou pitadas da black music no samba é o próximo convidado do Sambinha Petrópolis. O cantor e compositor Leandro Lehart, vocalista do Art Popular. Em show solo, ele vai aportar no Centro de Turismo no próximo sábado (7 de maio), a partir das 17h, numa programação que terá outros convidados: os grupos de samba Mesa Doze e Daquele Jeito e o cantor Walber Fernandes. Os ingressos estão à venda no Out Go ou na Tommy Hilfiger. Informações e vendas (84) 99418-9794

    O cantor e instrumentista Leandro Lehart trará para o show seus maiores sucessos solos ou com o Art Popular, como “Temporal”, “Pimpolho”, “Fricote” e “Agamamou”. Ao longo da carreira contabiliza 12 álbuns com o Art Popular e 11 discos solos. Na década de 90, Leandro Lehart foi um dos líderes do movimento do pagode, e como compositor, teve seu reconhecimento em mais de 400 músicas gravadas por vários artistas da MPB. Por quase dez anos foi o compositor mais executado do Brasil, segundo o Ecad.

    O artista nasceu na periferia da capital paulista, no Jardim São Bento, e cresceu sob a influência musical da família paterna, nos quais muitos eram notórios seresteiros e chorões. Multi-instrumentista e autodidata, unia o samba de fundo de quintal com as batidas da música pop negra.

    Pontuando trabalhos solos e com banda, em 2001 Leandro lança “Solo”, um disco de soul music co-produzido por Max de Castro. Em 2008, editou e dirigiu um documentário chamado “Mestiço – Novo Ritmo do Brasil”, onde o intuito era retratar a situação do músico brasileiro. Em 2015, lança o CD e DVD Sambadelick, que mistura samba com música eletrônica e ritmos como soul, funk e R & B. Em 2017, Lehart volta ao Art Popular e três anos depois lança o álbum “Sincretismo”.

    SERVIÇO
    SAMBINHA PETRÓPOLIS | 7 de abril, abertura às 17 horas.
    Aniversariantes de maio não pagam
    Atrações: Leandro Lehart, Mesa Doze, Daquele Jeito e Walber Fernandes.
    Ingressos estão à venda no Out Go ou na Tommy Hilfiger. Informações
    e vendas (84) 99418-9794