Sobre

Movimentação

Eita, minha gente, depois de um mês sem aparecer nesta coluna, tô aqui de novo pra gente falar das coisas.

E pra começo de conversa, quero lembrar a todo mundo que já pode, que tá na hora de correr para tomar a vacina contra a covid-19, e também contra a influenza. Tenho visto muita publicidade, principalmente do governo estadual, fazendo apelo à população para procurar os postos de saúde e cumprir com a meta de vacinação. A covid-19 tem nos assustados, mas não podemos relaxar com as outras doenças que também circulam por ai.

Ainda dentro da pauta da vacinação, quero externar toda minha alegria em ver tantos dos meus já recebendo pelo menos a primeira dose de esperança. Meus pais, meus sogros e meu velhinho e companheiro de vida já estão nessa cota.

Mesmo com o avanço na vacinação não vamos deixar os cuidados de lado, tá galera? Máscara, distanciamento, álcool em gel, isso têm preservado muitas vidas. Enquanto não tem imunizante para todo mundo, manter a disciplina sanitária é fundamental.

Mudando de pau pra cacete…

A eleição para presidência OAB começou a engrenar.

Tem gente se articulando, pedindo voto, engatinhando na campanha e fazendo pesquisa. De uma forma meio incoerente, mas tá.

E digo incoerente porque estes dias, um grupo intitulado “OAB que Queremos” me mandou mensagem via WhatsApp perguntando saber se eu aceitava responder um questionário sobre os desafios da advocacia no vale do Assú e eu topei.

Depois de duas perguntas nesse contexto, o interrogatório descamba para saber quem era meu candidato a presidente e por quê. Embora eu tenha respondido, pois meu voto é declarado, achei a abordagem no mínimo esquisita, já que não tinha nada de questões profissionais a serem avaliadas, era só intuito eleitoreiro mesmo. Acredito que se precisam perguntar ou falar alguma coisa, a verdade é um bom começo.

Aproveitando o ensejo, vou logo declarar meu voto aqui, para ninguém vir mais aperrear. Se permanecer candidato, Aldo Medeiros é a escolha na disputa estadual. Ele tem feito uma gestão competente e agradável. Permanecer com o bom trabalho é necessário. Para presidente da subseccional de Assú, estou com doutor João Fonseca, meu amigo, parceiro de trabalho e gente boa.

Então, meu povo, era isso que eu tinha para contar por ora. Se aparecer mais coisa para soltar, corro pra cá de novo, já que o editor da revista dá cabimento e deixa a gente publicar o que quer, na hora que quer.

Escrito por Clarisse Tavares

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...

0

A IRMÃ DE CRISTO

Verdade engarrafada