Sobre

O REINVENTAR CÊNICO DA CIA. PÃO DOCE

O Teatro sempre viveu de aglomerações, e por este motivo foi um dos primeiros a ter suas atividades interrompidas na pandemia. Diante do atual contexto mundial, esta arte que sempre pôs em prática o conceito do termo reinventar-se, talvez mais que outras artes, precisou passar por adaptações inesperadas para que os seus fazedores conseguissem continuar vivendo para além de um possível auxílio emergencial.

A Cia. Pão Doce, que vive exclusivamente do teatro de grupo em Mossoró (RN), foi a primeira Cia. da região oeste do Rio Grande do Norte a experienciar esta nova linguagem híbrida entre o teatro e o audiovisual. Ainda sem uma nomenclatura específica, o grupo chamou as suas montagens de experimentos cênico-virtuais, com espetáculos executados ao vivo através de plataformas como a Zoom ou trabalhos gravados disponibilizados no YouTube do grupo ou de empresas e festivais contratantes.

Agora o público é disperso e as peças de teatro são exibidas simultaneamente em várias cidades no mundo. No ano de 2020 o grupo apresentou, no formato online, para importantes festivais do País, como o Festival Tiradentes em Cena (MG), Festival Nacional de Teatro Infantil de Feira de Santana (BA), Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga(CE), Sesc Encena (CE), além de outros projetos.

Com a execução da Lei Aldir Blanc e o aumento do número de Festivais Teatrais Online com exibições gratuitas para o público, a agenda de trabalho da Cia. Pão Doce está em crescimento, já com passagem em 2021 pelo Festival Território Cênico e O Mundo Inteiro é um Palco (RN) e Festival Nacional de Teatro de Rua do Ceará (CE), no entanto, ao mesmo tempo em que a lei causou certo alívio financeiro aos artistas contemplados, também os preocupa com a ausência de recursos futuros mediante a finalização do programa, valendo salientar que o formato encontrado (online) enfrenta dificuldades para alcançar um público pagante, e/ou desacostumado a bancar por entretenimento na internet, dificultando a continuidade de produções teatrais de maneira independente num futuro próximo.

Hoje, além de cumprir a agenda de apresentações e debates, o grupo está trabalhando simultaneamente em três montagens, sendo duas pela Lei Aldir Blanc RN, “À Luz do Luar” e “Mundarino”, e a terceira trata-se de uma cena curta para o projeto “Cena Agora”, do Itaú Cultural (SP).

MUNDARINO

Impedido de estrear na rua por conta da pandemia, o grupo resolveu disponibilizar no YouTube um documentário homônimo sobre o processo de pesquisa e montagem deste trabalho. Mundarino, é o segundo espetáculo da “Trilogia Antoniana”, nesta obra, histórias reais são pinceladas por poemas do cordelista Antônio Francisco, transitando por diversas linguagens artísticas, mesclando elementos do teatro, circo, teatro de animação, música e artes visuais. Respeitando o princípio da sustentabilidade, o grupo utiliza objetos retirados diretamente do cotidiano inseridos em cena como elementos animáveis e de sonoridades possíveis.

À LUZ DO LUAR

Um coquista, um poeta e um cantador encenam histórias dentro da história de uma cidade no interior do Rio Grande do Norte chamada Mossoró. Em À Luz do Luar, fatos como o Motim das Mulheres e o Voto Feminino, são narrados do ponto de vista da massa, e não da elite. Para este trabalho, a Cia. Pão Doce apostou num formato de aula espetáculo, em que o ator apresenta os fatos ao mesmo tempo em que debate com o público. Este trabalho também está disponível no YouTube da Cia. Pão Doce.

CENA AGORA

O projeto “Cena Agora” é uma programação do “Palco Virtual” do Núcleo de Artes Cênicas do Itaú Cultural em São Paulo, em que artistas criam cenas de até quinze minutos, baseadas em questões contemporâneas, provocados pela temática “Encruzilhada Nordeste(s): (contra)narrativas poéticas”, que questiona as construções estereotipadas ou colonizadas das identidades nordestinas.

AGENDA:

— À LUZ DO LUAR | segue até o dia 30 de abril | youtube.com/ciapaodoce

— MINIDOC MUNDARINO | segue até o dia 30 de abril | youtube.com/ciapaodoce

— A CASATÓRIA C’A DEFUNTA | 30 de abril – 20h | Mostra Cênica Resistências (São José do Rio Preto-SP)

— CENA AGORA | 29 de maio – 20h | Itaú Cultural (SP)

CONHECENDO A CIA. PÃO DOCE

A Cia. Pão Doce de Teatro desenvolve desde 2002 projetos na área de artes cênicas, música, audiovisual e dramaturgia, em Mossoró/RN. A partir de 2012, com a primeira edição do projeto Pão Doce da Rural, o grupo passou a dedicar a sua pesquisa e produções no âmbito da cultura popular nordestina, visando preservar e difundir, a partir do teatro, manifestações populares como o cordel, o repente, o coco, a ciranda, o maracatu, o pastoril, caboclinhos, entre outras expressões. Desde então a Companhia, realizou a montagem de 11 (onze) espetáculos, circulou por 19 (dezenove) estados, entre mais de 120 (cento e vinte) cidades do País. Foi através do espetáculo “A Casatória c’a Defunta”, que a Cia. Pão Doce ganhou visibilidade e reconhecimento nacional, quando participou do projeto Palco Giratório 2016, e circulou pelos principais Festivais de Teatro do país.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...

0

Milícia no Divã – Exército

Milícia no Divã – CPFs CANCELADOS